Gula nas festas causa problemas que vão além do ganho de peso

Os excessos na hora de comer e beber geram problemas físicos, emocionais e metabólicos | Crédito: Depositphotos

Festas de fim de ano são momentos de celebração e fartura. É o momento de se reunir em torno de mesas fartas de comidas especiais e bebidas. Mas é preciso atenção, pois os exageros podem provocar muitos problemas no nosso organismo.


O fisioterapeuta e Ph.D. em neuroanatomia, Mario Sabha, alerta que adotar uma alimentação desregrada neste período do ano repercute em problemas físicos, emocionais e metabólicos.

“Na parte emocional, devemos entender que todo excesso, como comer ou beber demais, é um mecanismo de compensação. Ainda mais nesta época em que geralmente estamos mais emotivos. Tanto a alegria pela festividade como as frustrações e insucessos que aconteceram durante o ano podem levar ao exagero. Daí, se você sente um conforto, uma compensação muito grande ao comer e beber, você aciona um gatilho para ingerir cada vez mais”, explica.

LEIA MAIS:


Sabha aponta que é importante manter a mente sob controle para que o corpo não acabe sofrendo junto.“Quando consumimos mais do que o nosso corpo está acostumado, também temos problemas com a questão metabólica, pois nosso organismo terá mais trabalho para digerir os alimentos e deixará de produzir enzimas e hormônios, por exemplo, da melhor forma ou na quantidade necessária”, conta.


Segundo explica o especialista, os excessos na hora de comer e beber geram problemas físicos, emocionais e metabólicos. O resultado desta combinação entre desequilíbrio mental e metabólico é o problema físico, como dores e desconfortos na coluna.

Da Redação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

15 + quinze =