O ar-condicionado pode ser tornar um vilão para quem sofre com rinite ou sinusite. Isso porque remove a umidade do ambiente e, consequentemente, prejudica o funcionamento do nariz e dos pulmões. (Foto: Freepik)
Por Júnior Batista

Para enfrentar o calor que já começa a aparecem com mais intensidade, muitos logo lembram do bom e velho ar-condicionado. Apesar dos benefícios de um ambiente com um clima agradável, alguns cuidados são necessários para preservar a saúde. O que para alguns é sinônimo de conforto, no entanto, pode ser uma grande dor de cabeça pra quem sofre com doenças respiratórias alérgicas.

O ar-condicionado pode ser tornar um vilão para quem sofre com rinite ou sinusite. Isso porque remove a umidade do ambiente e, consequentemente, prejudica o funcionamento do nariz e dos pulmões.

Alerta

Quando em funcionamento, o equipamento resseca o muco protetor que reveste o nariz. Essa situação pode provocar sangramentos, reações alérgicas e, até mesmo, impedir que as pessoas respirarem normalmente

Além do ressecamento do ar, o uso inadequado do aparelho e a falta de limpeza e manutenção também podem agravar os casos de rinites, sinusites e outras reações alérgicas. Quando está muito sujo, o filtro do equipamento não consegue mais reter os micróbios.

Por isso, é muito importante seguir as recomendações do fabricante. Afinal, cada equipamento possui suas particularidades para a correta higienização. Aliás, a limpeza do equipamento deve ser realizada periodicamente. Portanto, evite apenas realizar essa tarefa no verão.

Fonte: Agência Estado

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro × cinco =