Homem acusado de molestar filha e enteadas é preso pela Polícia Civil

A investigação foi coordenada pela delegada titular Maria Luisa Dalla Bernardina Rigolin (Divulgação)

Um artesão de 53 anos foi preso após ser acusado de molestar a própria filha e duas enteadas. Os crimes estariam ocorrendo desde 2016, mas só foram denunciados na semana passada. Ele foi localizado ontem, dentro de sua residência, na área rural de Mombuca, pela Polícia Civil de Capivari, durante o cumprimento da Operação Araceli 2, que tem o objetivo de combater crimes de abuso e exploração sexual infanto-juvenil. O nome faz menção a vítima Araceli Cabera Sanchez Crespode, que tinha com oito anos de idade, quando foi torturada, estuprada e assassinada em Vitória (ES), em maio de 1973.

A investigação, coordenada pela delegada titular Maria Luisa Dalla Bernardina Rigolin, resultou nos mandados de busca e apreensão e prisão temporária do acusado, que foram decretados pela Justiça.



De acordo com a Polícia Civil, a filha do acusado tinha apenas nove anos, quando passou a ser molestada sexualmente pelo pai. A vítima conseguiu contar o ocorrido os abusos para o Conselho Tutelar, que em seguida avisou a Polícia Civil de Capivari. As enteadas, que também teriam sido molestadas sexualmente têm hoje, 16 e 22 anos. Elas também prestaram depoimento sobre o ocorrido na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher).

As vítimas foram ouvidas por meio de escuta especializada em ambiente próprio e realizado por profissional da psicologia, confidenciou desde quando os fatos se inciaram, conforme acrescentou a Polícia Civil.

O investigado foi apresentado na DDM, onde prestou depoimento e depois encaminhado para a carceragem, na unidade policial de Piracicaba.

Cristiani Azanha

[email protected]