Homem acusado de tentativa de feminicídio está intubado

Homem foi levado ao HFC (Claudinho Coradini/JP)

Um homem de 47 anos foi baleado pela Polícia Militar após tentar invadir a sede da APM (Associação Paulista de Medicina), na avenida Centenário para atirar na ex-mulher, na manhã desta segunda-feira (07) continuava intubado e em estado grave na HFC (Hospital Fornecedores de Cana) até a tarde desta quarta-feira (09). Ele foi baleado no tórax após ter apontado uma arma em direção dos policiais militares que teriam se identificado e mandaram teriam mandado que o homem entregasse a arma. Uma gravação de um circuito de segurança registrou o momento do disparo. Ele caiu ao chão, em seguida é desarmado e algemado. Depois foi socorrido ao hospital.

A vítima, uma auxiliar administrativo de 44 anos já tinha denunciado o ex-marido, com quem conviveu por 25 anos. Ele não aceitava o fim do relacionamento.

Anteontem de manhã, ele esteve na casa da vítima, procurando pela ex-mulher. Como não a encontrou, ele falou para a filha que mataria a ex. Assim que ele saiu da casa, a filha ligou para mãe avisando sobre a ameaça. A vítima ficou trancada em uma sala nos fundos da associação até a chegada da PM.

O homem foi até a associação e quebrou uma porta de vidro com um soco. Uma equipe da Polícia Militar passou no mesmo instante e flagrou o homem armado. A assistente pediu a medida tanto para ela como também para as filhas.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

cinco + 8 =