Homem briga com amante e caso vai parar na delegacia

Caso foi registrado no plantão policial (Claudinho Coradini/JP)

Uma discussão entre um operadora de empilhadeira de 38 anos, e uma dona de casa de 33 anos, que alegou ser sua amante foi parar na delegacia, na quarta-feira (28) à noite. Segundo o boletim de ocorrência, a mulher alegou que o acusado teria a agredido e chamou a Polícia Militar. Já o homem disse que a mulher arranhou o próprio rosto e disse que foi ele.

De acordo com a polícia, ambos estavam em um estabelecimento na avenida Carlos Botelho. O homem alegou que ela teve uma crise de ciúmes e saiu do local. O operador foi atrás dela e lhe ofereceu uma carona, mas após entrar em seu carro passou a agredi-lo com tapas no rosto. Para se defender segurou o braço da mulher, mas negou ter agredido-a. Em seguida, ela teria descido do carro e entrou em contato com a Polícia Militar. Mais uma vez estacionou o carro e foi atrás dela.

Já a mulher alega que foi agredida pelo acusado e por isso chamou a PM. Quando os PMs chegaram teriam localizado os dois, que aparentemente estavam sob efeito bebida alcoólica. Ambos foram conduzidos ao plantão policial para o registro do boletim de ocorrência sobre lesão corporal.

O delegado plantonista Carlos Vinícius Martins Lopes não teve certeza se realmente o caso se tratava de violência doméstica, porque vítima e acusado apresentaram versões controvérsias sobre as agressões.

Nenhuma testemunha que pudesse esclarecer as circunstâncias sobre o ocorrido foi localizada pela Polícia Militar. Sendo assim, o delegado decidiu liberar o acusado e sua participação será apurada em inquérito policial.

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

5 × dois =