Homem é coagido a pagar para não ter fotos divulgadas

Foto: Alessandro Maschio/JP

Um homem de 29 anos teve seus aplicativos Facebook e Instagram clonados. Golpista passou a exigir o pagamento de R$ 1.000 para evitar que divulgasse fotos íntimas na internet. A vítima, que reside no Novo Horizonte, esteve na manhã de domingo (28), no plantão policial para registrar o boletim de ocorrência sobre o caso.

Segundo o boletim, o próprio golpista entrou em contato com a vítima e relatou que tinha encontrado várias fotos íntimas em seus aplicativos. Exigiu a quantia em dinheiro para evitar que fossem divulgadas e tivessem seus contas nos aplicativos restituídos. O caso será apurado pelos policiais civis do 3º Distrito Policial. Por enquanto a polícia ainda não tem pistas sobre a identidade do criminos.

OUTRO CASO

Mês passado, um homem perdeu aproximadamente R$ 30 mil, após sofrer extorsão de uma mulher de 24 anos. Ela teria ameaçado divulgar fotos íntimas da vítima. A acusada foi presa, no Jardim Primavera, pelos policiais civis da 2ª Dise/Deic (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes, da Divisão Especializada de Investigações Criminais)

A Polícia Civil foi procurada por um homem que alegou que foi vítima de extorsão por cerca de três anos. Afirmou que saiu com uma acusada, apenas uma vez, mantiveram relações sexuais, no entanto, no dia seguinte, a mulher passou a alegar que teria filmado e fotografado tal momento íntimo, passando a exigir dinheiro para não divulgar as imagens. A acusada marcou um encontro para levar o pen drive com as fotos, mas no local foi presa pela polícia.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha

[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × 5 =