Homem é flagrado com ‘arma’ dentro de cartório no Centro

GOE da Polícia Civil participou da abordagem (Divulgação)

Uma transação de compra e venda de veículos terminou em agressão dentro do 3º Tabelião de Notas, no Centro, no início da tarde desta terça-feira (30).
Após desentendimento entre as partes, um homem desferiu um no rosto da vítima. De acordo com a Polícia Civil, testemunhas informaram que o agressor portaria uma arma. Equipes do GOE (Grupo de Operações Especiais) da Polícia Civil, Romu (Ronda Municipal) da Guarda Civil e Polícia Militar foram acionados e detiveram o acusado. Ele foi levado ao 4º Distrito Policial, onde foi registrado o TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) sobre lesão corporal e ameaça.

De acordo com a Polícia Covil, o acusado de agressão e a vítima estiveram no cartório, que fica na rua Treze de Maio, onde pretendiam concluir a compra e venda de um carro. Ambos teriam de desentendido na hora de fechar o negócio. O agressor , segundo testemunhas, sacou uma arma, que estava na da cintura e acomodou nas costas, sob as vestes, retirando-se na sequência e retornando minutos após.
Equipes de forças de segurança foram acionados e fizeram um cerco naquela região, onde o suspeito foi detido. Ele teria confirmado as denúncias de agressão e ameaça.
Quanto a arma, informou que, na verdade, se tratava de réplica de pistola e que, após a discussão, teria jogado a arma de brinquedo em um rio, mas não informou a localização.

“O responsável pela agressão teria se sentido lesado, por não ter concretizado o negócio. É possível que tenha um terceiro, que seria um suposto estelionatário, que teria lesado outras pessoas. Tudo isso será apurado”, informou um policial civil.

Vítima e agressor foram conduzidos ao 4º Distrito Policial, onde prestaram esclarecimentos sobre o ocorrido e o TCO foi registrado, e posteriormente, todos foram liberados.

Ainda conforme a Polícia Civil, a vítima manifestou o desejo de representar criminalmente contra o agressor.

Cristiani Azanha

[email protected]