Homem é preso após ser acusado de agredir ex-mulher com facão

Caso foi registrado no Plantão Policial (Claudinho Coradini/JP)

Um ajudante de pedreiro de 33 anos foi preso pela Polícia Militar após ser acusado de agredir a ex-companheira, uma vendedora de 22 anos, com socos, após uma discussão na casa da vítima, no bairro Monte Líbano, na noite de ontem. A mulher também foi atingida com um golpe de facão na mão, após tentar se defender. O agressor foi preso perto da casa da vítima. Ele foi levado ao plantão policial, onde foi autuado em flagrante sob acusações de violência doméstica, ameaça e lesão corporal.

A mulher informou à PM, que teve um relacionamento com o agressor por cinco anos e tiveram uma filha, mas desde a separação está sendo ameaçada de morte pelo ex-companheiro, que alega que vai matá-la por ciúmes. Ela já fez denúncias anteriores contra o acusado por ameaça e agressão. No entanto, por volta das 18h30 de ontem, o ajudante teria entrado na casa da vítima aparentemente embriagado e em seguida passou a agredi-la com socos e chutes. Posteriormente, o suspeito teria usado um facão e foi em direção à vítima. O agressor teria relatado que pretendia cortar o pescoço da mulher, mas ela teria colocado a mão na frente na tentativa de defender-se. Em seguida, ele fugiu. A vítima não soube dizer quem teria avisado a Polícia Militar. A vítima pediu as medidas protetivas para afastamento do agressor, pois teme pela sua vida.

Os policiais conseguiram localizar o irmão do agressor, que estava na casa da vítima no momento do ocorrido. Ele confirmou que o casal discutiu e minutos depois viu sua ex-cunhada com um hematoma na cabeça e com o braço sangrando.  O acusado estava com o facão e a todo momento ameaça-a de morte. Minutos depois, a Polícia Militar localizou o suspeito a poucos metros da casa da vítima. O agressor foi conduzido ao plantão policial e depois encaminhado à carceragem, onde ficou à disposição da Justiça.

 

Cristiani Azanha

[email protected]