Homem indiciado por maus-tratos mantinha cães acorrentados

A Guarda Civil, Sedema (Secretaria de Defesa de Meio Ambiente) e a protetora Thaty Freitas retornaram nesta terça-feira (19) a casa de um homem de 33 anos, que já tinha sido indiciado por maus-tratos, no Nova Suíça. Uma cadela pit bull extremamente dócil e três filhotes que estavam debilitados foram resgatados.“Os animais foram levados para uma clínica veterinária, e além de estarem abaixo do peso também estão com anemia”, relatou Thaty.

Na casa do acusado, ficaram outros três cães adultos, dos quais um deles é idoso, mas ele aceitou que fossem acompanhados pelos protetores. “Infelizmente, devido às nossas faltas de condições em lar temporários ou adoções não tivemos condições de retirar todos os cães, pois não temos onde colocá-los. Precisamos muito da colaboração também com rações e despesas veterinárias para que nosso trabalho possa continuar”, completou Thaty.

DENÚNCIA
Na última quinta-feira (14), o homem chegou a ser encaminhado à delegacia, após ser acusado de manter 12 cães acorrentados, sem comida e água, além de capturar 32 aves silvestres de várias espécies, em uma área de APP (Área de Preservação Permanente) no Nova Suíça. Os guardas civis do Pelotão Rural também localizaram armadilhas para caças de tatu e lagartos, além de duas espingardas e uma garrucha.

DOAÇÕES
Quem puder ajudar de alguma forma com o lar temporário, seja com adoção, rações ou despesas veterinárias pode entrar em contato pelo (19) 98290-8284.

LEIA

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × dois =