Homem, que portaria drogas, morre em confronto com a PM

Moradores do Algodoal atearam fogo em pneus; imagens áreas do Águia da PM (Águia PM)

Atualizada às 18h01

Um homem, acusado de porte de entorpecentes morreu após se envolver em uma troca de tiros com Força Tática da Polícia Militar em uma área verde, no bairro Algodoal, na tarde de domingo (7). Ele também tinha dois antecedentes por homicídio, segundo a polícia. Outro suspeito também foi detido pelos policiais. Com eles, os policiais teriam localizado dois tijolos de maconha. Moradores do bairro, queimaram pneus em protesto pela ação que terminou na morte de um suspeito e prisão do outro, por tráfico de drogas. O fogo foi controlado pelos bombeiros. Equipes da PM do 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais), Águia, Rocam (Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas, base móveis e radiopatrulhamento foram acionadas para controlar o tumulto.

Segundo o boletim de ocorrência, às 16h50, os policiais realizavam patrulhamento no bairro, quando decidiram abordar dois ocupantes de um VW Gol. Assim que percebeu a aproximação dos policiais, o motorista do carro acelerou em alta velocidade e na fuga, o passageiro teria jogado uma sacola com as porções de maconha, que foram recuperadas pela PM. O motorista parou o carro na rua Josefa Ferreira de Almeida. O condutor foi detido ainda no interior do veículo, mas o passageiro desceu do carro e correção em direção a uma área verde. O suspeito seguiu em direção a um ribeirão e teria atirado em direção dos policiais que estavam a aproximadamente oito metros do suspeito.

O homem foi atingido e caiu no ribeirão de barriga para baixo, ele boiou. O homem foi resgatado pelos policiais, pois estava sendo levado pela correnteza do Rio Piracicaba. Os policiais teriam apreendido um revólver calibre 38, com numeração raspada, perto do local, onde o suspeito estava.

Os socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e os bombeiros foram acionados, mas o homem não resistiu.

No Plantão Policial, o delegado Alex Willians Adami decidiu pela apreensão do carro usado pelos suspeitos.

O revólver, que teria sido usado pelo suspeito, e a arma usada pelo policial militar foram também foram apreendidos e serão encaminhados para análise do IC (Instituto de Criminalística).

O outro suspeito que foi abordado dentro do veículo foi trazido ao plantão policial, onde foi autuado em flagrante sob a acusação de tráfico de drogas e estava acompanhado de seu advogado. Ele alegou que apenas deu carona ao outro suspeito e não sabia que ele portava droga e arma.

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

19 + 9 =