Hora de renovar o décor! Yamamura ensina como iluminar a casa de forma prática

As luminárias plug and play são fáceis para decorar, basta conectar na tomada. (Foto: Divulgação)

O começo de ano é o momento de renovar esperanças, energias e também o lar! É um excelente período para realizar pequenas reformas e alterações em casa, com o intuito de melhorar as áreas sociais, o cantinho de home office ou aquele espaço que já estava esperando por um toque especial.

Uma forma de mudar o visual da casa de forma rápida e sem quebra-quebra é utilizar as peças de iluminação conhecidas como “Plug and Play”, que são ligadas diretamente na tomada e não necessitam de instalação elétrica específica. A Yamamura, referência em iluminação, conta mais sobre o tema agora.

No ano passado, em razão do isolamento social, muita gente encontrou nas luminárias Plug and Play uma alternativa rápida para preparar a casa para as inúmeras atividades do dia a dia. Essa tendência continua agora em 2021, afinal muitas pessoas permanecerão por mais um tempo realizando suas atividades remotamente.

Essas luminárias são consideradas peças auxiliares de iluminação, pois devem sempre estar junto com uma luz principal no ambiente. Seu objetivo, portanto, é contribuir com o conforto visual e a melhoria da luminosidade do espaço. Entre as peças mais procuradas estão abajures, arandelas, luminárias de mesa e piso, que além de práticas, também são muito elegantes.

Como são peças portáteis e versáteis, é possível encontrar diversas maneiras de utilizá-las e combiná-las na decoração. São bem-vindas ao lado de sofás e camas (sejam em mesinhas laterais, paredes ou no chão, de acordo com a peça escolhida) para os momentos de leitura ou para deixar o ambiente mais intimista.

Para o home office ou na hora de estudar, as luminárias de mesa, nos mais variados modelos, são ideais para o dia a dia, principalmente porque em apartamentos menores os cômodos exercem mais de uma função atualmente. Já as arandelas podem iluminar corredores, halls de entrada ou até mesmo criar pontos de luzes diferenciadas no teto.

Em ambientes maiores, também são boas para quem procura soluções que fujam da rotina, especialmente em combinação com as luminárias mais comuns como as de teto, por exemplo. Nesse sentido, vale abusar da imaginação em composições exclusivas.

Quanto à escolha do posicionamento da peça, isso pode variar de acordo com a combinação entre ela e de outros objetos decorativos, ou mesmo outras fontes de iluminação já instaladas. No caso de uma composição de luminárias de piso e abajures, por exemplo, a primeira poderia ser inserida em uma das laterais de uma poltrona e, o abajur, em cima de aparadores ou armários baixos. Para o conjunto com luminárias de piso e de mesa, ambas podem funcionar como iluminação de apoio, uma de cada lado, criando uma área de estudos.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezessete + treze =