Hortaliça tem nutrientes, é rica em cálcio e evita retenção de líquidos

Legume possui propriedades anti-infl amatórias, antioxidantes, diuréticas e fortalece o sistema imunológico. (Foto: Divulgação)

O aspargo é uma hortaliça, da família das Liliaceas. A colheita dos brotos se faz na primavera, a partir do segundo ou terceiro ano.

Nativo do leste do Mediterrâneo e da Ásia Menor, o aspargo começou a ser cultivado no Brasil na década de 1930, adaptando-se ao clima do Sul do Pais e as regiões mais frias do Estado de São Paulo. Em seguida, foi cultivado no Rio Grande do Sul e foi introduzido no Nordeste a partir de 1979, precisamente na região do submédio São Francisco.

Há registros na história acerca de apreciadores de iguarias com base nos aspargos, tais como o imperador romano Otávio Augusto, o gastrônomo romano Marco Gávio Apício, o naturalista também romano Plínio, o velho (que chamava os aspargos de “a verdura de Deus”), na antiguidade. O prestígio dos aspargos caiu muito durante a Idade Média, voltando a ser um prato apreciado durante o Renascimento, sendo daí em diante muito apreciado por personalidades como o Rei Sol, Luís 14, ou o chanceler alemão Bismarck.

A vida média da planta depende da variedade, das condições ambientais e dos tratos culturais dispensados a lavoura. Nos Estados Unidos e no Sul do Brasil, por exemplo, uma cultura de aspargos pode produzir economicamente por cerca de dez anos. Na China, onde os métodos de produção são bastante diferentes, as lavouras têm vida útil de, aproximadamente, cinco anos.

O espargo pode provocar um odor característico na urina da pessoa que os consumiu, sem nenhuma consequência nociva. As substâncias que provocam odor não existem originalmente no vegetal: são um resultado do metabolismo de um de seus componentes, que contém enxofre. Segundo estudos, de 40% a 50% das pessoas produzem esses metabólitos e fi cam com o cheiro da urina alterado.

BENEFÍCIOS

O aspargo é um legume que possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e diuréticas. Além de fortalecer o sistema imunológico, é indicado para pessoas com problemas no intestino -ajuda o sistema digestório a funcionar melhor. Tem, ainda, uma vantagem extra para gestantes: previne uma má formação no tubo neural do bebê.

Por ser rico em cálcio, o aspargo fortalece ossos e dentes, evitando problemas relacionados ao enfraquecimento dessas duas partes do corpo, como é o caso da osteoporose. Além disso, o vegetal também é fonte de ferro, mineral responsável pelo transporte de oxigênio às hemácias e células musculares. Com isso, evita o surgimento da anemia, doença que gera fraqueza devido à baixa quantidade de ferro no organismo.

E graças à sua ação diurética, o aspargo também ajuda a evitar a retenção de líquidos. Outra vantagem dessa característica é o combate a problemas relacionados aos rins. Por fi m, evita aquela desagradável sensação de inchaço.

É também rico em fi bras e isso é bom porque evita problemas relacionados ao sistema digestório, o que inclui tanto o intestino preso quanto o solto. Também evita a sensação de inchaço e ainda ajuda a dar mais saciedade ao organismo. Com isso, impede a compulsão alimentar, fazendo com que o corpo consuma apenas o necessário para ficar bem.

Erick Tedesco
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

três × 4 =