Idosos chegam cedo aos locais de votação para evitar aglomeração
Fonte: Agência Brasil

Idosos chegaram cedo aos locais de votação da cidade do Rio de Janeiro para evitar aglomeração e contágio pelo novo coronavírus (covid-19). Nos dois locais visitados pela Agência Brasil, na região da Tijuca, antes da abertura das urnas havia filas com mais de dez pessoas aguardando o início da votação, todas com máscaras e mantendo o distanciamento.

A advogada Lucileia Chaves, de 62 anos, era a primeira da fila na porta do Senai da Tijuca, na rua São Francisco Xavier. “Tenho muita preocupação com a covid”, disse a eleitora.

Marcos Antonio, engenheiro civil de 63 anos, chegou à Escola Municipal Barão Homem de Mello, na Rua Almirante João Candido Brasil, pouco antes das 7h, também preocupado com a doença. “Moro aqui do lado e como faço parte do grupo de risco, vim logo cedo porque é mais vazio. A gente fica assustado. Podia até não votar, poderia justificar, mas achei melhor votar”, disse.

O aposentado Eduardo Viana, de 61 anos, chegou à escola ainda mais cedo, por volta das 6h30, para evitar aglomerações. “Eu costumo sempre votar mais cedo. E também tenho uma preocupação [com a covid-19]. As pessoas não respeitam o distanciamento”, disse.

Mas nem todos disseram estar preocupados com a covid-19. A aposentada Noélia da Silva Nascimento, de 73 anos, afirmou ter outros compromissos. “A gente tem que se cuidar, mas não pode ficar com medo”, disse.

Os idosos têm preferência na votação das 7h às 10h.

Idosos chegam cedo aos locais de votação para evitar aglomeração

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 + 4 =