Importância de falar inglês para TI

Foto: Pixabay

Saber inglês já é um requisito para qualquer profissão, mas para quem lida com TI se torna indispensável

Já faz um tempo em que saber falar inglês deixou de ser um diferencial no currículo para o mercado de trabalho. Com o mundo globalizado, a língua inglesa se tornou ferramenta para se conectar com diversos pessoas de diferentes partes do mundo e se você não fizer conexão, você não cresce. Contudo existem profissões que exigem mais fluência desta língua do que outras, o que é o caso de tecnologia da informação (TI).

O motivo dessa maior exigência é divido que grande parte dos códigos de programação foram feitos tendo o inglês como sempre idioma-padrão. Isso é devido ao nascimento da programação ser nos Estados Unidos. Isso mostra a deficiência dessas pessoas no mercado de trabalho brasileiro. Segundo aponta a revista Computer World, há falta de mão de obra qualificada na área de TI no Brasil – e um dos motivos indiretos é a falta da proficiência em inglês.

O que é um problema visto que a área de tecnologia é uma das mais aquecidas atualmente no país: até 2024, prevê-se a criação de aproximadamente 290 mil vagas, de acordo com uma pesquisa recente da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

Para que se possa suprir essa necessidade é preciso uma educação sempre buscando as novidades. De acordo com a tradicional escola de informática SOS Tecnologia e Educação, quem trabalha com TI deve estar sempre atualizado, pois as principais fontes de conhecimento do setor, “os manuais de novas versões das linguagens de programação (…), assim como os maiores fóruns de compartilhamento de conhecimento e os livros mais avançados sobre o assunto”, encontram-se em língua inglesa. Portanto, sair do nível de inglês para iniciantes se torna fundamental para quem deseja se tornar realmente qualificado no setor.

Jeferson Rodrigues, profissional de TI de São Paulo, corrobora: “Inglês é a linguagem mundial. Além disso, é o idioma padrão para tudo aquilo que estudamos relacionados à tecnologia da informação. Portanto, saber ler e entender aquilo que você está buscando faz parte do aprendizado”. Jeferson diz que em sua área, desenvolvimento de sistemas, a língua inglesa “é extensivamente aplicada. Tudo o que fazemos inclui esse idioma, principalmente as documentações das tecnologias que estudamos”, diz ele. Sandro Toledo, que trabalha na área há mais de vinte anos e já atuou em multinacionais como Citibank, reforça: “No mínimo leitura é essencial, já que quase toda referência em TI é em inglês. Então não é nenhum diferencial, é uma necessidade básica”.

Se tiver interesse em uma carreira internacional, saiba que o Canadá é um dos países que está mais buscando brasileiros para trabalhar com programação no país. Quem possui um bom conhecimento de inglês conseguirá aumentar e muito seu campo de atuação no mercado – uma vez que poderá oferecer serviços ou consultoria a empresas fora do país, recebendo em dólar. A vantagem também se evidencia com o fato de que o inglês ajuda a ampliar a rede de contatos profissionais (network) dos especialistas em TI, em especial quando são utilizadas as plataformas internacionais do setor, tais como o Github e a Stackoverflow, onde a comunicação se dá prioritariamente na língua inglesa.

Por isso invista no estudo da língua inglesa, mesmo que você mude de carreira com o decorrer dos anos, o conhecimento em inglês nunca vai ser desperdiçado, pois já se tornou requerimento entre as profissões.

Larissa Anunciato
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × um =