Incêndio no píer completa 1 ano e segue sem conserto

Foto: Alessandro Maschio/JP

Local já foi tomado pela vegetação aquática

Serviço de apoio para passeios de barco na cidade, o Píer Turístico de Piracicaba, localizado na Rua do Porto, segue danificado um ano após o incêndio que afetou sua estrutura, as madeiras foram consumidas pelas chamas, de forma a restar apenas a parte de ferro, que ficou retorcida. Na época, a prefeitura registrou um boletim de ocorrência para apuração do caso.

Em março deste ano, a prefeitura anunciou a contração de uma empresa que seria responsável por restaurar o píer, a Jarabe Engenharia Ltda. Já no final de abril, uma edição do DOM (Diário Oficial do Município) publicou o extrato que oficializou a contratação, pelo valor de R$ 234 mil, com prazo previsto para finalização dos trabalhos de 180 dias, ou seja, seis meses.

Com a promessa de que a estrutura seria reformada, até o momento a obra ainda não saiu do papel. Nada foi feito após quatro meses da oficialização do contrato e faltando outros dois, para a entrega da obra. A equipe de reportagem do JP esteve no local na tarde desta segunda-feira (25) e constatou que a estrutura segue queimada, sem sinal aparente de reconstrução e com crescimento de vegetação ao redor do píer.

Em nota, a Prefeitura de Piracicaba disse que “a empresa vencedora verificou a necessidade de ajustes na execução dos serviços, o que implica em um aditivo no contrato. O pedido está em estudo na Procuradoria Geral”. A nota, no entanto, não informa o valor “a mais” que a empresa pediu para iniciar as obras. Um novo prazo para a conclusão dos trabalhos não foi informado também. Em novembro de 2021, o secretário de Obras Paulo Ferreira informou que a prefeitura entende a importância do equipamento e a urgência em recuperá-lo, por se tratar de um dos principais pontos turísticos de Piracicaba.

O contrato inicial previa a recuperação total do deck flutuante e passarelas de estrutura metálica. Os trabalhos incluem desmontagem da estrutura atual e transporte dela, troca de ferragens danificadas, galvanização e pintura das novas ferragens e instalação de pisos em chapas metálicas.

Também está prevista recuperação dos flutuadores do deck, com lona reforçada.

Enquanto o píer continuar nesta situação, os passeios turísticos de barco, cujo responsável é Luís Fernando Magossi, são realizados provisoriamente na rampa dos pescadores, há alguns metros do local, na avenida Beira Rio, aos sábados, domingos e feriados, sempre das 9h às 18h.

Laís Seguin
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × 3 =