Incentivo à participação da sociedade na vida pública

A retomada da economia e a retomada do emprego. Ajudar indústria, comércio, agricultura e as empresas em geral. /Claudinho Coradini/JP

O paulista Luciano Almeida, 55 anos, é formado em administração de empresas pela Unimep (universidade Metodista de Piracicaba), com pós-gradiuação em gestão de negócios inyternacionais pela Universidade da Califórnia, em Berkeley. O empresário é filho do casal Gilberta e Manuel Almeida.

Luciano foi secretário municipal de Indústria e Comércio em Piracicaba,   secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia em São Paulo, presidente da Investe São Paulo,  presidente do Conselho do IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas -,. conselheiro do Sebrae e da Desenvolve SP.

Ele é o candidato do Democratas à Prefeitura de Piracicaba e tem o economista Gabriel Ferrato, 69 anos,m como vice.

Como o senhor assume a prefeitura durante a pandemia de covid-19, quais serão as medidas adotadas por sua administração diante da situação da saúde pública?

A precariedade da Saúde em Piracicaba ficou escancarada durante a pandemia. Basta perguntar para as pessoas por quanto tempo elas têm que esperar para agendar uma consulta médica ou exame. Uma de nossas iniciativas para reverter este quadro será através da informatização do sistema para agendamento de consultas, exames, procedimentos e internações. Assim, diminuiremos a longa fila de espera e o famoso “FURA FILA”, feito para favorecimento de alguns em detrimento de outros. Vamos implantar também o PROGRAMA PREVENIR, voltado à prevenção e promoção da Saúde, visando o aumento da imunidade das pessoas, em especial dos cidadãos da melhor idade e com doenças crônicas.

A cidade de Piracicaba enfrenta problemas no abastecimento de água. Quais suas propostas para essa questão? Está em seu programa de governo a privatização do Semae?

A falta d’agua e o racionamento já se tornaram uma rotina na maioria dos bairros em Piracicaba. Pior do que isso é saber que 45% da água tratada é desperdiçada por causa de vazamentos e ligações clandestinas. Uma situação que perdura há muitos anos, sem solução. Um paradoxo da atual gestão.

Mas isso vai acabar porque daremos prioridade absoluta ao combate às perdas d’água. É obrigação da Prefeitura prestar um serviço de qualidade, para que assim a água chegue a todos os moradores, através do SEMAE e, se necessário, com parcerias sérias, com empresas idôneas e fiscalização independente.

Atualmente o tratamento do esgoto é prestado por um contrato PPP (parceria público privada), se eleito (a), o senhor pretende manter essa forma de contrato? Em caso negativo, qual sua proposta?

A forma como foi constituída a concorrência e o contrato com a empresa Águas do Mirante gerou enormes prejuízos à Prefeitura e aos cidadãos. Um contrato “DOS DEUSES” para a empresa Aguas do Mirante, com cobranças absurdas e sem nenhum respeito ao contribuinte. Este é mais um “presente de grego” da atual administração.

Precisamos revisar imediatamente este contrato para apurar se houve desvio ou improbidade administrativa. Temos sempre que procurar boas parcerias, mas com empresas sérias e idôneas. O contrato tem que ser justo para sociedade e para empresa parceira. Faremos uma revisão do sistema de cobrança, das tarifas e da fiscalização dos serviços prestados. Pagar pelo justo e ter um bom serviço é o que a sociedade espera.

O transporte público é outro serviço que tem sido alvo de críticas dos usuários, quais suas propostas para o setor?  Mais uma história obscura da atual administração. Distrato amigável que gera prejuízo ao erário e depois obriga a Prefeitura a fazer um contrato emergencial, que gera mais prejuízo ainda, além de decair a qualidade do serviço prestado aos cidadãos. Precisamos de uma investigação séria sobre o que de fato ocorreu, reavaliando os contratos com as empresa de ônibus no que tange à idade mínima da frota, números de ônibus em circulação, horários de funcionamento, cobertura por região e rotas urbanas e rurais No meu programa de governo, o transporte público está inserido dentro da área de Mobilidade Urbana, que terá a missão de avaliar a implantação de formas alternativas de transporte, além de estudar a possibilidade de implantação de ciclovias integradas à configuração viária do município.

Com a pandemia de covid-19 empresas e comércio fecharam as portas ou reduziram a produção, algumas demitiram funcionários. Como retomar a produção, incentivar o comércio e atrair empresas para Piracicaba? 

A ociosidade nas empresas durante a pandemia ultrapassou os 40%. A retomada da economia será o melhor instrumento para retomada do emprego. Ajudar a indústria, o comércio, a agricultura e as empresas em geral a reduzir esta ociosidade, será a melhor forma de empregabilidade. O Empreendedorismo e a Requalificação profissional serão outros instrumentos essenciais para retomada da atividade econômica. Fortalecer as Incubadoras e Aceleradoras de Empresas de Piracicaba, fazer cursos de qualificação e requalificação nos bairros para alcançar as pessoas que realmente necessitam e dar uma esperança a elas, será o caminho da retomada da nossa economia.

Em seu plano de governo, quais áreas são prioridades e, de forma bem resumida, quais as propostas para elas?

Participação da sociedade:

Incentivar a participação da sociedade na vida pública fomentando a organização das associações de bairro e fortalecendo as já existentes, para que participem das tomadas de decisão do poder público.

Planejamento de longo prazo: Estabelecer um plano de 25 anos para a cidade com metas e indicadores, referendado pela sociedade e incorporado à legislação municipal como uma ferramenta de ordenamento das ações do Executivo Municipal, coordenado e fiscalizado pelo Poder Legislativo e por toda a sociedade.

Reestruturação organizacional e operacional da prefeitura: A descentralização administrativa através da criação de zeladorias de bairros/subprefeituras e integração e/ou fusão das secretarias municipais e autarquias, possibilitando a redução de suas estruturas, será fundamental para garantir a sociedade uma prestação de serviços de qualidade.

Transparência e combate à corrupção no setor público:  A sociedade não aceita mais os velhos hábitos da política e os escândalos de corrupção. Implantaremos ferramentas de gestão que deem total transparência a todos os processos de tal forma que o cidadão comum possa facilmente acompanhar a aplicação dos recursos públicos.

Pretende aumentar (ou manter) verba para a OSP (Orquestra Sinfônica de Piracicaba)?

Toda iniciativa voltada a cultura, ao lazer e o bem estar das pessoas deve  ser incentivada. E, se possível, sendo autossuficiente, para não depender eternamente de recursos públicos. Para isso, a Prefeitura tem que funcionar como interlocutor entre instituições relevantes como a OSP e a iniciativa privada.

Como pretende melhorar a segurança na cidade? Precisamos integrar todas as forças públicas do município como Bombeiros, CDP, Guarda Municipal, Ministério Público, OAB, Poder Judiciário, Polícias Civil, Militar e Federal, Semuttran e entidades organizadas da sociedade. Vamos Implantar o Centro de Inteligência Integrada (CIIP), uma central onde as estruturas de segurança possam trabalhar juntas, evitando a sobreposição de ações em uma região, por exemplo, enquanto outra fica sem assistência. Assim, com Inteligência e informatização dos dados integrados entre todas estas instituições, podemos de fato avançar na questão da segurança pública, otimizar custos e sermos eficientes. 

Há planos de reforma ou solução para a praça José Bonifácio?

Precisamos repovoar o centro da cidade, trazendo vida e qualidade de vida à praça Jose Bonifácio,  incentivando a construção de moradias populares verticais na região central para que ela não fique abandonada durante a noite. Isto trará também outro benefício. Diminuirá o uso do sistema público de transporte pois essa moradias devem ser direcionadas para pessoas que trabalham no centro. Eventos e feiras na praça também trarão os frequentadores de volta.

Como pretende estimular o crescimento econômico da cidade?

Piracicaba é inegavelmente um centro regional relevante. Pensar de forma regional e fortalecer esta vocação, será o caminho para projetos nas áreas de turismo, lazer, comércio e serviços, atraindo assim pessoas para conhecer,  gastar e, principalmente investir em nossa cidade.

Outra iniciativa: temos que voltar a ter profissionalismo em nossas ações! Enquanto fui Secretário da Indústria e Comércio em Piracicaba, o nosso município contou com a chegada de grandes nomes como CJ Corp, Biomin e Hyundai. Infelizmente, depois que sai, não houve mais um único anúncio de relevância neste sentido. Precisamos ser mais eficientes, colaborativos e inovadores para sair dessa situação e retomar as possibilidades de investimentos públicos e privados. Temos que recuperar rapidamente a capacidade de atrair empresas de fora e ajudar as empresas daqui através da criação da INVESTPIRA, uma agência de promoção de investimentos, que elaborará políticas públicas para melhorar a atração e competitividade de Piracicaba, incentivando a inovação, exportação e empreendedorismo.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

2 × três =