Influências e comportamentos

A vida, em suas múltiplas expressões, se apresenta ao mesmo tempo nos aspectos individual e coletivo. Nesse dinamismo, tudo o que existe, coexiste; todos os que vivem, também convivem. A todo instante, em trocas incessantes, influenciamos e somos influenciados, e parece-nos importante reconhecermos que, além da dimensão física, existe uma imensa rede de informação e comunicação que abarca todos os seres, a qual, muitas vezes sem que nos apercebamos, nos influencia poderosamente. Pensamentos, ideias, desejos, anseios, conceitos, preconceitos, padrões de comportamento – tanto positivos como negativos – circulam e são captados psiquicamente por quem se encontre receptivo.
Somos mais influenciados do que imaginamos e, mais frequentemente do que supomos, de mil modos, somos manipulados e condicionados. As influências que mais nos afetam são justamente as mais sutis, que atuam sobre o inconsciente, os pensamentos e sentimentos, por isso deveriam merecer maior atenção.
Na conquista e manutenção da saúde integral, imunizar-se contra influências negativas torna-se uma questão vital, sobretudo na época atual de tantos conflitos, com o planeta saturado de energias perturbadoras, degradantes e destrutivas. Por isso, requer-se de quem busca uma vida saudável que se mantenha em um nível suficientemente harmonioso, menos vulnerável às forças indutoras de desequilíbrio.
Aquele que amplia a consciência quanto ao sentido existencial, tornando-se mais responsável, que busca viver em harmonia com as leis da vida, procura filtrar as influências que lhe chegam, tanto quanto selecionar o que irradia, porque sabe que aquilo que ofertamos ao próximo e ao mundo é exatamente o que receberemos de volta, mais cedo ou mais tarde, sob a justa e perfeita lei do retorno. Segundo princípio semelhante, sempre estamos sob as influências que elegemos, merecemos ou atraímos, mais ou menos conscientemente, tanto quanto do que nos atrai a atenção, que nos responde aos anseios e preferências. Cada um escolhe, portanto, as forças em que se inspira.
Uma vida dedicada ao bem, a cumprir os propósitos evolutivos e a servir segundo os mais elevados ideais, por si só cria uma sintonia de nível superior, rompendo os vínculos com os aspectos mais primitivos, densos e desarmônicos que ainda trazemos em nossa estrutura psíquica. Ao alimentarmos o lado luminoso, nosso e dos demais, reconhecendo-o como a realidade essencial e vivendo de acordo com tal concepção, deixamos de nutrir o lado sombrio, criando com isso condições para que influências benéficas e curativas possam se expressar. A adesão a um modo de vida comprometido com a evolução, o qual inclui a vigilância, a busca do autoconhecimento, o aprimoramento do caráter, a entrega aos propósitos mais elevados e ao serviço altruísta, favorece a sintonia com forças construtivas, curativas e luminosas, as quais se tornam predominantes.
Somos, ao mesmo tempo, receptores e transmissores; nosso papel é tanto passivo quanto ativo. Responsabilizamo-nos pelo que escolhemos receber tanto quanto pelo que deliberamos oferecer e compartilhar. Se a todo instante somos influenciados e exercemos influência sobre os demais, cabe-nos assumir a devida responsabilidade, vigiando os pensamentos, ponderando sobre as palavras, purificando os sentimentos, educando os impulsos e aprimorando adequadamente as ações, a fim de que nossa atuação no mundo seja positiva e colabore efetivamente na edificação do mundo melhor para todos.

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezessete − 15 =