Instalação de Centro de Lazer vai ser debatida em 2021 com novo prefeito

Criação do Centro de Lazer será retomada em 2021 | Foto: Amanda Vieira/JP

A Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente) anunciou ontem que desenvolveu um estudo, classificado como “preliminar”, sobre futura instalação de um Centro de Lazer para atender as comunidades trentino/tirolesas de Santana e Santa Olímpia.

A área, de aproximadamente 16 mil m² (metros quadrados), é parte de um terreno entre as ruas José Pompermayer, São João Batista e Virgínia Vitorelli Correr, que segundo Waldemar Correr, diretor de turismo do bairro de Santa Olímpia, tem quase 30 mil m² e com potencial de receber outras construções.

“Como uma creche, um estacionamento, visando os eventos dos bairros, e até uma capelinha. Inclusive já temos o nome, Capela dos Imigrantes, como uma homenagem para todas as famílias”, ele conta.

Com o estudo preliminar da pasta municipal concluído, o próximo passo é dialogar com o futuro prefeito, Luciano Almeida (DEM), para tirar o projeto do papel. “O Luciano esteve aqui em um encontro há alguns meses, da comunidade com os prefeituráveis, e já sabe da nossa intenção com o Centro de Lazer. No começo de 2021 pretendemos chamar ele alguns secretários para apresentar nossas demandas”, explica Correr.

O estudo inicial contempla a implantação de uma pista de caminhada, academia ao ar livre, playground, área para exposição/feiras, uma capela, um espaço para contemplação (pergolado) e uma área para o plantio de árvores nativas.

Segundo Correr, esta é uma área que pertence à municipalidade e a ocupação foi baseada numa solicitação das comunidades locais, então apresentaras ao prefeito Barjas Negri sob o nome de “uma proposta para o desenvolvimento sócio, econômico e cultural sustentável”.

José Otavio Menten, secretário municipal de Defesa do Meio Ambiente, falaou sobre o estudo preliminar. “É importante que os projetos ambientais sejam implantados em toda a cidade, inclusive nos núcleos urbanos isolados na área rural, como é o caso de Santana/Santa Olímpia”.

No plano, a comunidade coloca objetivo transformar o terreno, que atualmente está abandonado, “em um espaço pertencente às colônias trentino/tirolesas de Santana e Santa Olímpia, administrado por equipe formada com membros de ambos os bairros, inclusive moradores das proximidades, os quais serão diretamente beneficiados”.

Erick Tedesco

Leia mais

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

3 × quatro =