Inverno requer cuidados com a pele e os cabelos

Foto: Pexels

Em ambos os casos a hidratação contínua é um grande diferencial

Chegou a temporada de baixas temperaturas, muitas roupas para espantar o frio e bastante preguiça para sair de casa. Porém, alguns cuidados devem ser intensificados nesta época do ano e para fazer isso de forma correta, é importante a ajuda de profissionais especializados.

A pele e os cabelos merecem e devem ser tratados com atenção. No inverno, a baixa umidade do ar e as temperaturas mais brandas, promovem a diminuição da transpiração corporal, fazendo com que a pele fique mais seca.

A utilização da água quente também contribui para esse ressecamento e ao invés dos cuidados diminuírem, eles devem ser intensificados. A dermatologista credenciada da Paraná Clínicas, Alexandra Goetze destaca que atitudes simples podem auxiliar para amenizar alguns problemas mais corriqueiros do inverno.

“A temperatura mais fria e os banhos mais quentes predispõem a desidratação e prurido (coceira) da pele. Banhos mornos e hidratação após o banho são essenciais. Além disso, é preciso manter a hidratação de dentro para fora e cuidar com a quantidade de água ingerida e a qualidade dos alimentos”, explica.

A doutora ainda dá outras dicas para os cuidados:

Protetor Solar
O protetor solar deve ser usado diariamente independente da estação do ano. Os raios ultravioletas estão presentes mesmo em dias nublados e chuvosos, além disso, eles devem ser utilizados mesmo dentro de casa, já que as luzes artificiais podem também manchar a pele.

Óleos para banho
Com a chegada do frio, a tendência é de que as pessoas passem mais tempo embaixo do chuveiro. Como o frio está mais intenso, muitas pessoas optam por usar óleos durante o banho. Ele forma uma película e impede a desidratação da pele, mas não é hidratante. O ideal é usar cremes hidratantes primeiro (existem opções de banho) e então, os óleos.

Cuidados com a pele oleosa
Pacientes com pele oleosa devem ter cuidado na escolha dos produtos, pois podem intensificar a oleosidade ou desencadear acne. Já outro item que precisa de atenção especial, são os cabelos, afinal, quem não gosta de sentir aquela água quentinha por todo o corpo. Mas, assim como a pele, a temperatura muito elevada pode acarretar alguns problemas.

Tanto a cabelereira da Rede Expert Beauty Center, Lilian Oliveira, quanto a dermatologista Alexandra Goetze, alertam que é preciso cuidar com a temperatura.

“Aquecer o banheiro pode ser uma boa opção para esses dias mais frios e assim, a temperatura da água pode ficar mais morna e evitar algumas situações tanto de pele quanto de cabelo”, destacou Alexandra.
Lilian ressaltou que a hidratação é o grande tratamento para o inverno, porque assim como a pele, os cabelos também precisam de recomposição de vitaminas contínua.

“No inverno as hidratações devem seguir uma rotina, pois com o uso frequente do secador, retiramos a parte hídrica do cabelo, por isso é fundamental o uso de protetor térmico. O ideal é que as hidratações ocorram ao menos a cada 15 dias”, ressalta Lilian.

Assim como a dermatologista, Lilian oferece algumas dicas para manter os cabelos saudáveis.

Cuidados com a higienização
Apesar do frio rigoroso, não deixe de higienizar os cabelos, esse é um erro muito comum que muitas pessoas cometem e faz com que os poros do couro cabeludo fiquem obstruídos, acentuando a queda e oleosidade.

Cabelos molhados não!
É importante evitar sair com os cabelos molhados já que as baixas temperaturas fazem com que eles demorem a secar, deixando o couro cabeludo suscetível a caspas, seborreias e até micoses. O ideal é sempre secá-los antes de sair e usar os protetores térmicos.

Uso de produtos com protetor solar e cuidados térmicos
Não é porque o sol não está aparente que ele não está lá. O uso dos produtos com proteção solar deve continuar mesmo no inverno. E vale lembrar que os protetores térmicos são os grandes aliados dos cabelos saudáveis. Eles garantem que as agressões do uso frequente do secador, chapinha, baby lis e outros sejam amenizados.

Shampoo a seco ajuda, mas não é a solução
Mesmo sendo o queridinho do inverno, mas em excesso pode acabar prejudicando por apenas absorver a oleosidade. Se não for lavado da forma correta, a oleosidade continua e pode ainda gerar mais danos aos fios. É importante também que ele não seja utilizado todos os dias, para que o couro cabeludo possa estar mais limpo e respirar.

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × 1 =