Ipem-SP faz verificação em radares de Piracicaba

Foto: Claudinho Coradini/JP

Fiscalização vai acontecer em equipamentos específicos

O Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) vai realizar a verificação metrológica nos radares instalados na avenida Armando de Salles Oliveira e nos viadutos João Carmignani e Francisco Jesuino Avanzi, em Piracicaba. A aferição será feita na próxima terça-feira (27), a partir das 9h. Segundo a autarquia, a verificação metrológica no equipamento leva de 20 minutos até uma hora. A ação envolve os fiscais do Ipem-SP e a equipe da empresa responsável pelo equipamento.

Em caso de chuva, a verificação é cancelada. O cancelamento também pode ocorrer poucas horas antes do agendado, conforme solicitação dos agentes de trânsito ou empresa responsável. Caso o equipamento seja aprovado, recebe um certificado válido por um ano. Quando há reprovação a empresa fabricante é notificada a corrigir o erro. Em caso de excesso de velocidade, para aplicação de multas, o equipamento precisa estar verificado pelo Ipem-SP. A ação será realizada pela equipe de fiscalização da regional do instituto em Piracicaba.

Segundo o Ipem, diariamente, é realizada a verificação metrológica dos radares, instrumentos utilizados para medir e registrar velocidade destinados ao monitoramento do trânsito, em todo o Estado de São Paulo.

Conforme portaria do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), é obrigatória a verificação metrológica uma vez por ano ou toda vez que o equipamento passar por reparo.

As verificações metrológicas são realizadas com a utilização de uma viatura oficial, dotada de medidor de velocidade de alta precisão previamente calibrado (padrão). Os ensaios são realizados em cinco velocidades diferentes. Após a passagem da viatura pelo medidor, os resultados registrados pelo sistema fotográfico são confrontados com os resultados obtidos pelo padrão do Ipem-SP.

Os medidores aprovados recebem um laudo técnico com validade para um ano. Se forem reprovados, a empresa responsável pelo medidor é autuada e o equipamento é interditado.

Para as multas emitidas em função dessas medições serem legítimas, o medidor de velocidade precisa ter sido verificado e aprovado pelo Ipem-SP.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

12 − sete =