Isaquias e Jacky reagem, vencem bateria e confirmam vaga na semifinal em Tóquio

Jacky e Isaquias, logo após a prova válida pelas quartas de final do C2 1.000m - Crédito foto: Julio César Guimarães/COB

Após estreia abaixo do esperado, os brasileiros Isaquias Queiroz e Jacky Godmann reagiram na madrugada desta segunda, dia 2, pelo horário brasileiro, e confirmaram o lugar da dupla na semifinal do C2 1.000 metros da canoagem de velocidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio. As provas da semifinal e final estão marcadas para a noite de segunda, de Brasília, manhã de terça no Japão.

Isaquias e Jacky haviam começado mal na eliminatória, quando ficaram apenas em terceiro lugar e não conseguiram avançar diretamente à semifinal. Somente os dois primeiros de cada bateria pulariam as quartas de final, ganhando descanso até terça. Assim, precisaram voltar ao canal Sea Forest, em Tóquio, duas horas depois para, então, garantir a classificação à semifinal.

Pelas quartas, terminaram a bateria com o tempo de 3min48s611, pouco acima do registrado na eliminatória (3min48s378). Nas quartas, eles precisavam chegar entre os três primeiros colocados da bateria, que contou com cinco duplas. E não decepcionaram. Largaram na frente e mantiveram a dianteira durante os 1.000 metros. Na metade da prova, Isaquias e Jacky abriram boa vantagem sobre os rivais e terminaram com o melhor tempo das quartas.

As duas baterias, de eliminatória e quartas de final, marcaram a estreia de Isaquias no Japão. Primeiro brasileiro a conquistar três medalhas numa mesma edição dos Jogos, no Rio/2016, ele chegou a Tóquio com status de favorito ao pódio. E avisou que sua busca é pelo ouro, após deixar escapar no Rio de Janeiro, quando faturou duas pratas (C1 1000 e C2 1000) e um bronze (C1 200).

Na capital japonesa, o canoísta vai disputar apenas duas provas. Além da C1 1.000m, vai competir no C2 1.000m. E, na disputa em duplas, compete ao lado de Jacky, estreante em Jogos, porque seu parceiro habitual, Erlon de Souza, medalhista também no Rio/2016, se machucou meses antes das Olimpíadas.

Edilson Morais

[email protected]

LEIA MAIS:




DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

catorze − 2 =