Jogador de futebol piracicabano representa o Brasil nas Surdolimpíadas, na cidade de Caxias do Sul

Foto: Divulgação

Alan é treinador voluntário da Assupira e atleta profissional da Federação Brasileira de Desportos Surdos

A realização de um sonho. O jogador de futebol piracicabano Alan de Oliveira Santos representa o Brasil pela Federação Brasileira de Desportos Surdos na 24ª Surdolimpíadas (Deaflympics), que ocorre até domingo, 15, em Caxias do Sul (RS). Atleta profissional da Seleção Brasileira de Surdos pela Confederação Brasileira de Desportos deSurdos (CBDS), Alan é treinador voluntário da Assupira (Associaçãode Surdos – Libras Piracicaba) e jogador profissional pela ASRC (Associação dos Surdos de Rio Claro), sempre se destacando nas posições de atacante e centroavante.

Para o secretário municipal de Esportes e Atividades Motoras, Hermes Ferreira Balbino, a convocação de Alan para a Surdolimpíadas é reflexo do trabalho que Alan tem desempenhado. “Ficamos felizes pela participação de um atleta piracicabano em um evento desta magnitude e também no tamanho de seu significado, representando o Brasil. Essa convocação é o reconhecimento do trabalho do Alan e da Assupira. Torcemos pelo seu sucesso que ressoará no desempenho da equipe brasileira e no que isso trará de benefícios para ampliarmos essa parceria aqui em nossa cidade”, afirma Balbino.

O amor de Alan pelo futebol nasceu na infância. Ele conta que já aos 12 anos começou a passar em seletivas para times com pessoas ouvintes. Porém, a falta de intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais) dificultava sua participação, já que – pela barreira da comunicação – seus pais não permitiram que morasse em outras cidades.

Mesmo com as dificuldades, treinou e jogou por muitos anos com pessoas ouvintes, participando de diversos campeonatos. Alan já treinou no XV de Piracicaba e jogou no Sindicato dos Metalúrgicos, por exemplo. Com o passar do tempo, porém, com a impossibilidade de alçar posições em grandes times, o sonho foi se esfriando. Até que conheceu a ASRC (Associação dos Surdos de Rio Claro), em 2019. De lá para cá, sua história foi reinventada e segue alcançando muitos resultados.

O acolhimento que Alan teve na ASRC e a possibilidade de jogar profissionalmente em um time de surdos e participar de campeonatos reativaram seu sonho de infância. Sendo assim, mudou hábitos, focando na carreira, incluiu novos treinos, alimentação e condicionamento físico para se tornar um atleta de ponta. Alan foi vencedor de quatro títulos pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba e Região, três títulos pelo Clube dos Empregados da Caterpillar, foi 14 vezes artilheiro de campeonatos e ganhou quatro vezes premiações como melhor jogador. Apenas no ano passado, conquistou duas vezes a Copa Paulista, venceu o Paulista pela Federação Desportiva de Surdo do Estado de São Paulo e ganhou a premiação como melhor artilheiro e melhor jogador do campeonato.

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

6 + treze =