Hub oferece ferramentas para uso correto de biodefensivos. (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de agregar ideias, startups, empresas e instituições de pesquisa que desenvolvam soluções aplicadas ao manejo integrado de pragas e doenças em agricultura tropical, com foco em inovação e sustentabilidade, a Koppert Biological Systems inicia as atividades do primeiro hub especializado em tecnologias voltadas para o controle biológico do país, o Gazebo. O lançamento foi feito online ontem (19), com transmissão ao vivo pelo Canal do Youtube da Koppert Brasil.

O hub hospeda, em parceria com o centro tecnológico SparcBio (São Paulo Advanced Research Center for Biological Control), iniciativas de inovação que contemplam ferramentas para a correta adoção dos biodefensivos na agricultura. A Koppert atuará no Gazebo com mentoria, desenvolvimento de planos de negócios, funding e testes de conceito das soluções aplicadas ao controle biológico, validando as tecnologias no campo.

O SparcBio está localizado no campus da Esalq/USP (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), em Piracicaba (SP), e já trabalha intensamente com linhas de pesquisa em novos produtos biológicos. Fruto de parceria entre Koppert, Fapesp e Esalq, é o maior centro dedicado ao desenvolvimento de bioinsumos da América Latina.

De acordo com o diretor comercial da Koppert, Gustavo Ranzani Herrmann, a estruturação do Gazebo conta com o apoio de fundos de Corporate Venture Capital já estabelecidos no mercado ou a serem estruturados pela própria empresa. “Temos a intenção de fomentar parcerias estratégicas que ampliem o avanço em inovação e sustentabilidade na área de controle biológico, com o objetivo de promover a maior adoção destas tecnologias pelos agricultores brasileiros.”

A empresa de equipamentos Jacto também é parceira do Gazebo na cooperação para o desenvolvimento tecnológico voltado à aplicação e liberação de biodefensivos, assim como o AgTech Garage. “O AgTech Garage atuará como entidade convergente das startups do agronegócio, potencializando nosso acesso ao ecossistema de inovação, além de abrigar o hub nesta primeira fase”, explica a líder de inovação do Gazebo, Renata Morelli.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × 4 =