Lei obriga maternidades a ministrarem cursos às mães

Projeto aprovado em segunda discussão aguarda a sanção do prefeito para entrar em vigor. (Arquivo/JP)

Um bebê, com apenas um mês de vida, que estava engasgado com leite foi salvo por policiais militares no bairro Monte Líbano, em Piracicaba, no sábado dia 2 de maio. . Um familiar entrou em contato com os policiais, por meio do telefone 190, e informou ao atendente do Copom (Centro de Operações da Polícia) da PM (Polícia Militar) que a criança estava engasgada. Os policiais foram ao endereço informado, onde  encontraram a mãe da criança  desesperada.

Os militares colocaram mãe e filho na viatura e seguiram à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) na Vila Cristina. Durante o trajeto, um dos policiais fez a manobra de Heimlich e o bebê, que já estava desfalecida passou a expelir secreção e normalizou a respiração antes da chegada à unidade médica.

Ocorrências como esta são comuns na rotina da PM, Corpo de Bombeiros e unidades médicas. Um projeto de lei aprovado na segunda-feira pela Câmara de Vereadores pode diminuir o sofrimento dos pais e das crianças que se engasgam com o leite .

Foi aprovado em segunda discussão, o projeto de autoria do vereador Ary Pedroso JR (Solidariedade) que obriga maternidades e hospitais a darem orientação e treinamentos de primeiros socorros para situações de engasgamento de recém-nascidos.

A matéria institui a obrigatoriedade da orientação às mães puérperas, após a alta médica da maternidade, quanto ao afogamento com leite materno do recém-nascido.

No projeto de lei, os hospitais e maternidades particulares de Piracicaba ficam obrigados a fornecer orientação e treinamentos de primeiros socorros voltados para situações de engasgamento ou aspiração de corpo estranho, para prevenção de morte súbita de recém-nascidos. 

Após a aprovação do projeto de lei, os estabelecimentos de saúde tem o prazo de 120 dias para se adequarem às normas vigentes. De acordo com a lei, as orientações e treinamentos serão realizados através de um curso rápido, ministrados por profissionais responsáveis, além de material impresso e certificado de participação fornecidos gratuitamente. Voltados para pais e responsáveis, o curso rápido será aplicado antes da alta do recém-nascido.  

Beto Silva

[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro × 2 =