Lentilha no Ano Novo para atrair prosperidade

Origem do nome vem do latim “lentícula”, diminutivo de lente | Foto: Divulgação

A lentilha, um alimento corriqueiro nas ceias de Ano Novo, é tradicionalmente conhecida por trazer sorte e prosperidade financeira para o ano seguinte, se consumida durante a durante a ceia de réveillon. Para 2021, a lentilha ganha também sentido de esperança para um futuro mais saudável, para que a doença do novo coronavírus seja o quanto antes erradicada.

A origem do nome vem do latim “lentícula”, diminutivo de lente. De acordo com relatos históricos, as sementes da lentilha foram encontradas em sítios arqueológicos do Oriente Médio. E durante milênios, as lentilhas têm sido tradicionalmente comidas com cevada e trigo, três gêneros alimentícios originários da mesma região que se espalharam por toda a África e Europa durante as migrações.

A leguminosa era apreciada no Egito, onde era servida nas sopas. Os assírios também a utilizavam, e documentos mostram que era cultivada nos famosos jardins suspensos da Babilônia, no século 7 a.C. Na Grécia antiga, a lentilha era conhecida como alimento de sustância para pobres. Nessa época, os ricos diziam que não a comiam.

Enfim chegou na América no século 16, segundo breves registros em diários de vigantes naturalistas europeus que passaram pelos Trópicos. No Brasil chegou pelas mãos dos imigrantes europeus. Sua cultura não resiste às altas temperaturas, daí a sua adaptação na região Sul do Brasil.

E só após a Primeira Guerra Mundial passa a ser cultivada nos Estados Unidos e Canadá, sendo esse último, hoje, um dos maiores produtores e exportadores mundiais de lentilha.

Sem conhecimento científico, os povos antigos utilizavam suas propriedades medicinais. Na Renascença, empregava-se a lentilha na recuperação dos doentes. A mesma era ministrada como remédio para controlar as pessoas de temperamento insuportável. Com a parte herbácea, faziam poções usadas como coagulante nas hemorragias.

Como é vendida seca, precisa ficar de molho, aumentando de volume durante o cozimento, que é outro sinal de bom augúrio. Desde a antiguidade já se fazia menção sobre a prosperidade que a lentilha trazia, como no Antigo Testamento. Esaú nem imaginava, mas ele foi o primeiro a se beneficiar de sua magia.

Salada de Lentilha, Cebolas Douradas e Salsa de Ervas

INGREDIENTES

Salsa:

Meia xícara (chá) de salsinha

1 colher (chá) de orégano fresco

10 folhas de manjericão

5 folhas de hortelã

1 dente de alho pequeno amassado

Raspas da casca de 1 limão

Suco de meio limão

5 colheres (sopa) de azeite

meia colher (sopa) de vinagre balsâmico

1 stick de tempero granulado com pedacinhos de vegetais

Salada:

Meia colher (sopa) de manteiga

1 cebola grande em rodelas

2 xícaras (chá) de lentilhas cozidas

2 colheres (sopa) de cranberries desidratadas

4 colheres (sopa) de castanhas-de-caju trituradas

MODO DE PREPARO

Salsa:

Com uma faca pique muito bem as ervas e o alho. Transfira para um recipiente, adicione o restante dos ingredientes e metade do stick de MAGGI Meu Segredo, misture formando um molho. Reserve.

Salada:

Em uma frigideira aqueça a manteiga e doure a cebola por cerca de 20 minutos, ou até ficar dourada. Reserve. Em um recipiente, tempere as lentilhas com o restante do stick de MAGGI Meu Segredo e disponha em um prato de servir. Espalhe as cebolas reservadas e os cramberries, regue com o molho reservado e decore com as castanhas.

DICA:

Substitua os cramberries por uvas passas brancas ou pretas

Erick Tedesco

Leia mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

catorze − 13 =