Letícia Bufoni é campeã em torneio de skate, disputado em Paris

Letícia Bufoni, campeã na categoria Street, no torneio em Paris - Crédito foto: TimeBrasil

O skate brasileiro continua fazendo história após as inéditas medalhas conquistadas nos Jogos Olímpicos de Tóquio com Rayssa Leal e Kelvin Hoefler (prata no street) e com Pedro Barros (prata no park).

Desta vez, a história foi contada em Paris, com a medalha de ouro trazida por Letícia Bufoni, que venceu o torneio na categoria street, disputado nesta quarta, dia 18, na capital francesa. Essa foi a primeira competição da brasileira, após os Jogos Olímpicos de Tóquio/2020.

Por conta da contusão no tornozelo da japonesa Aori Nishimura, que seria a adversária da brasileira na decisão, a organização optou por fazer uma final tripla. Letícia Bufoni enfrentou, as duas atletas que tinham sido derrotadas nas semifinais: Eugenia Ginepro, da Argentina, e Charlotte Hym, da França, e confirmou o favoritismo.

“Estou feliz de estar de volta a Paris. Eu adoro usar os corrimãos e não havia corrimão no percurso, mas eu fui para cima dos outros obstáculos.” – disse a brasileira, a quarta melhor do mundo no skate street, em entrevista a um canal de TV.

O evento realizado na Praça do Trocadero, perto da Torre Eiffel e com direito à releitura de clássicos espaços montados exclusivamente para a competição, o evento contou com 36 skatistas, entre nomes que estão entre os melhores do mundo e atletas da nova geração

O percurso foi inteiro feito em homenagem a própria cidade de Paris, com obstáculos referentes aos vários pontos turísticos da capital francesa. O regulamento também foi diferente daquele apresentado nas Olimpíadas de Tóquio, com cinco minutos para as apresentações do masculino e de quatro minutos para as manobras das mulheres. E tudo com presença de público a poucos metros de distância.

Letícia Bufoni passou bem pelas primeiras rodadas e, na semifinal, enfrentou a francesa Charlotte Hym, vencendo-a por unanimidade dos árbitros. Na outra semifinal, a finalista olímpica Aori Nishimura derrotou a argentina Eugenia Ginepro, mas se machucou no percurso, tendo que abrir mão da decisão.

O Brasil, além de Letícia Bufoni, teve mais três representante no feminino, mas nenhuma passou à fase final: Virginia Fortes, que é a número 10 do mundo na categoria, Marina Gabriela, que ocupa a 51ª posição no ranking e Monica Torres.

Na competição do masculino, o campeão foi o americano Trevor Mc Clung, que levantou o troféu após bater na decisão, o francês Aurelian Girroud. O Brasil levou dois representantes, mas ambos caíram nas eliminatórias: Lucas Rabelo, número 24 do mundo e o veterano Tiago Lemos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

doze − 4 =