Após avançar em primeiro, Peixe volta ao Equador na próxima fase CRÉDITO: Ivan Storti/Santos FC

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) definiu na última sexta-feira (23), os confrontos das oitavas de final da Copa Libertadores. Os dois representantes paulistas que continuam vivos na competição, Palmeiras e Santos, tiveram as melhores campanhas, com cinco vitórias e um empate cada (o Verdão ficou a frente no saldo de gols) e agora terão adversários equatorianos pela frente. O Alviverde enfrenta o Delfín-EQU, surpresa da competição; enquanto o Peixe enfrenta a tradicional LDU-EQU, uma das responsáveis por eliminar o São Paulo da competição. Os dois jogos de ida são no Equador, enquanto os de volta serão no Brasil.

Os dois paulistas têm vantagem contra equatorianos na competição, mas no último mata-mata, os dois foram eliminados. O Verdão enfrenta o Delfín pela primeira vez na história e possui seis vitórias e quatro derrotas contra os equatorianos na Libertadores. O único confronto eliminatório foi há três anos, quando enfrentou o Barcelona-EQU nas oitavas de final. O Alviverde perdeu o jogo de ida em Guaiaquil por 1 a 0, venceu a volta em São Paulo, também por 1 a 0, mas foi eliminado na disputa por pênaltis. Os outros equatorianos no caminho do Verdão foram o Emelec-EQU, El Nacional-EQU e LDU.

Contra times do Equador, o Santos tem seis vitórias, três empates e três derrotas na Libertadores, sendo que um desses adversários foi justamente a LDU, com quatro jogos e duas vitórias para cada lado. As equipes se reencontrarão nas oitavas de final após 16 anos, sendo que o Peixe também era o atual vice-campeão brasileiro na ocaisão. A LDU venceu a ida em Quito por 4 a 2, enquanto o Peixe derrotou o adversário por 2 a 0 em Santos, depois venceu nos pênaltis (na época o gol marcado como visitante não era um critério de desempate. Contra a LDU foram mais dois mata-matas, na quartas da Copa Conmebol de 1998 (vitória do Santos) e nas quartas da Sul-Americana de 2004 (classificação da LDU).

O outro mata-mata do Peixe contra equatorianos foi em 2017, quando enfrentou o Barcelona nas quartas de final. A equipe de Guaiaquil havia eliminado o Palmeiras na etapa anterior, evitando um clássico paulista na competição. Após empate por 1 a 1 no Equador, o Santos perdeu por 1 a 0 na Vila Belmiro, sendo eliminado pelos equatorianos. O Peixe também enfrentou o El Nacional e o Delfin pela competição.

Outro destaque das oitavas de final será os três confrontos entre brasileiros e argentinos, com destaque para Boca Juniors-ARG e Internacional-RS. Atual campeão, o Flamengo-RJ enfrenta o Racing-ARG, enquanto o Athletico-PR enfrenta o River Plate-ARG. Colorado e Furacão jogam a ida em Porto Alegre e Curitiba, respectivamente, para depois viajarem a Buenos Aires para os jogos de volta. O Rubro-Negro joga a ida em Avellaneda e a volta no Rio de Janeiro. O outro brasileiro nas oitavas é o Grêmio-RS, que enfrenta o Guaraní-PAR, com a ida em Assunção e a volta em Porto Alegre.

Os confrontos que não envolvem brasileiros são entre Nacional-URU e Independiente del Valle-EQU (jogo de ida em Quito e a volta em Montevidéu) e Jorge Wilstermann-BOL e Libertad-PAR (jogos em Assunção e Cochabamba, respectivamente).

RODADA DO BRASILEIRÃO
A dupla paulista entra em campo neste domingo (25), ás 16h, pela décima oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe vai ao Maracanã, no Rio de Janeiro, enfrentar o Fluminense-RJ; enquanto o Verdão joga no Estádio Olímpico, em Goiânia, contra o Atlético-GO. O Alvinegro vem de vitória na competição, enquanto o Alviverde perdeu os quatro últimos jogos pelo torneio nacional.

Mauro Adamoli

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 − dezesseis =