Limpeza de ambulâncias do Samu tem pregão para terceirização agendado para novembro

Foto: Alessandro Maschio/JP

Processo vai ser realizado 7 meses após profissionais de saúde do órgão apontarem acúmulo de funções por terem de realizar a higienização dos veículos, além de risco contaminação pelo coronavírus.

A Prefeitura de Piracicaba anunciou para 1º de novembro o pregão eletrônico para contratar empresa que vai fazer a limpeza das seis ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O início do processo de contratação acontece sete meses depois dos profissionais cobrarem publicamente a terceirização da limpeza alegando acúmulo de funções, por terem de realizar a higienização dos veículos após o uso, além de atraso na disponibilização de ambulâncias para atendimento, exaustão física e maior risco à saúde, devido à alta circulação de pacientes com covid-19.

Uma reunião realizada em maio deveria ter colocado um fim nos problemas quanto à higienização das ambulâncias que transportam pessoas positivadas ou com suspeita de covid-19. A discussão envolveu os funcionários do Samu, a prefeitura e o Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Piracicaba e não chegou a um consenso.

Antes, ficou definido que o Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) iria fazer uma visita técnica para averiguar a demanda por limpeza e indicar quais ações poderiam ser tomadas. Na época, a Secretaria de Saúde confirmou tal visita técnica.

“Apesar de o laudo constatar o baixo risco de contaminação dos servidores durante a limpeza das ambulâncias, por orientação do Sesmt, foi solicitado um novo parecer técnico”, informou a prefeitura na ocasião.

O assunto também foi encaminhado ao Coren-SP (Conselho Regional de Enfermagem do Estado de São Paulo) para resolução da situação.

A partir de então, mais quatro meses se passaram para a notícia da abertura do pregão eletrônico. Ainda em maio, a prefeitura teria acenado positivamente para a contratação de uma empresa especializada, o que não ocorreu.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

3 × quatro =