Petz informou que está tomando todas as providências (Foto: Divulgação)

Um único estabelecimento de Piracicaba foi autuado na Operação Agropet, que fiscaliza estabelecimentos de produtos agropecuários e petshops, realizada esta semana pelo Procon-SP tanto no interior como no litoral do estado. A Petz, localizada na avenida Centenário, foi autuada, segundo órgão, por “inadequação da informação do prazo de validade”.


O objetivo da ação, de acordo com o Procon, é coibir infrações ao Código de Defesa do Consumidor, como problemas com precificação, falta de informação de validade ou prazo vencido, entre outros.

A Petz, via assessoria de imprensa, respondeu sobre a fiscalização do Procon na loja local, que aconteceu na última quarta-feira (19). “A empresa esclarece que foi notificada com o ato fiscalizatório e está verificando o teor e a procedência para tomar todas providências necessárias”.

Ainda na nota enviada a pedido do Jornal de Piracicaba, a Petz ressalta que “julga produtiva e de extrema relevância as fiscalizações do Procon”, e afirma que segue empenhada “em fortalecer a cada dia nosso propósito de oferecer a mais alta qualidade em produtos e serviços, buscando aprimorar de forma incessante a excelência em nosso padrão de atendimento”.

A Operação Agropet, em três dias de atuação, ressalta o Procon, vistoriou 190 estabelecimentos, sendo 142 autuados, o que representa 74%. Além desta loja em Piracicaba, foi encontrado irregularidade em lojas nas cidades de Marília, Limeira, Araçatuba, Jaboticabal, Rio Grande da Serra, Santo André, Bebedouro, Jales, Guaratinguetá, Botucatu, Sorocaba, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São Vicente, Barretos, Fernandópolis, Lorena, Bauru, Matão, Mauá, São Bernardo do Campo, Guaíra, São José do Rio Preto, Aparecida, Pindamonhangaba, Itu e Tatuí.

A principal irregularidade encontrada em 97 locais, como é o caso do estabelecimento em Piracicaba, foi com relação à validade, isto é, produtos com informação inadequada ou prazo vencido. “As empresas autuadas responderão processo administrativo, assegurada ampla defesa, podendo ser multadas, de acordo com legislação. Veja aqui a lista de empresas autuadas”, informa o órgão.

Segundo o secretário de defesa do consumidor, Fernando Capez, em relação ao trabalho no interior e litoral, não há região do estado que não seja alcançada pela mão fiscalizatória do Procon-SP. “A defesa do consumidor é nossa prioridade, porém nesse setor de petshops e lojas agropecuárias existe ainda um agravante, os maus tratos aos animais, que também é duramente combatido em nossas ações”, afirma Capez.

Erick Tedesco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × 2 =