Lua dos Cervos: maior superlua pode ser vista nesta quarta

Foto: Alessandro Maschio/JP

O termo “Superlua” é usado para quando a Lua atinge o ponto mais próximo da Terra em sua órbita

Na noite desta quarta-feira (13), a partir das 17h30, o céu contará com uma atração: a “Superlua dos Cervos”. Essa é a segunda vez que o fenômeno acontece neste ano, após a Superlua de Morango do mês passado.

O termo popular “Superlua” usa-se para quando a fase da Lua acontece em seu “perigeu”, momento em que o satélite atinge o ponto mais próximo da Terra em seu movimento de órbita, numa distancia de 357.263 quilômetros. De acordo com o site especializado em astronomia, The Old Farmer’s Almanac, esta é a Lua que chegará mais próxima de nosso planeta neste ano.

O nome “Superlua dos Cervos” tem a ligação com os povos nativos-norte americanos como parte da tradição da tribo indígena Algonquin, situada no nordeste do Canadá. Eles nomearam desta forma a Lua de Julho por ser a mesma época em que a galhada dos cervos se regeneram.

Outro fato curioso é que esse fenômeno também recebe o nome de “Lua de Trovão” pelos habitantes do Hemisfério Norte, já que está associada à quantidade de pancadas de chuvas que acontecem no verão.

Na Europa, já é referida como a “Lua de Feno” por conta da temporada de ceifa do feno entre junho e julho.

Ao olhar para o céu, é possível notar a lua maior que seu habitual e, em lugares mais escuros, é notório a presença de mais brilho. Para os observadores amantes da lua e da astronomia, o indicado é que a superlua seja avistada após o seu surgimento e em lugares mais amplos para uma visão melhor.

Fernanda Rizzi
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

nove − 3 =