Mãe e filhas assassinadas são enterradas em Piracicaba

Daniela tinha 40 anos (Reprodução)

A funcionária pública municipal Daniela de Oliveira Grecchi, 40 anos e suas duas filhas de 13 e 15 anos serão sepultadas às 17h desta sexta-feira (16), no Cemitério da Vila Rezende, em Piracicaba. Mãe e filhas foram atingidas a facadas pelo namorado de Daniela, no bairro Martin de Sá, em Caraguatatuba, no dia anterior. Outra filha de Daniela de 9 anos, conseguiu escapar do agressor e foi socorrida para um hospital. Ela não corre risco de morte

O Jornal de Piracicaba teve acesso ao boletim de ocorrência, registrado na delegacia do litoral santista. A filha mais nova, de 9 anos, chegou a ser socorrida com vida, pois conseguiu escapar do agressor e foi levada até um hospital. Ele fugiu em uma bicicleta, com manchas de sangue, foi localizada em um barranco a 300 metros do local do crime. Câmeras de segurança identificaram que o agressor entrou em uma trilha e não retornou.

VÍTIMAS

A Polícia Civil localizou a adolescente de 17 anos caída no corredor da casa, com uma faca atravessada no pescoço. No quarto do casal, foi localizada Daniela com várias perfurações e indícios de luta corporal, pois tinha uma cômoda quebrada no interior do cômodo. A filha de 13 anos foi localizada caída em uma edícula nos fundos da casa.

AGRESSOR MORREU EM CONFRONTO

O namorado de Daniela, o funcionário público municipal Júlio César Cardoso, 37 anos, que trabalhava na Prefeitura de Caraguatatuba, morreu após se envolver em um confronto com a Polícia Militar. Os policiais usaram um cão para buscá-lo em uma mata. De acordo com a polícia, ele teria resistido a prisão e foi baleado.

Cristiani Azanha
[email protected]

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

2 × um =