Mais de 1.000 agentes da região serão vacinados contra covid-19

Imunização termina na próxima segunda-feira (12) e é realizada dentro das próprias unidades. (Foto: Agência Brasil)

Servidores da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) estão sendo vacinados com a CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan, nos 178 presídios do estado de São Paulo. Serão imunizados mais de 30 mil profissionais pelas equipes de saúde que atuam nas próprias unidades. A vacinação terminará na próxima segunda-feira (12). De acordo com a Coordenadoria das Unidades Prisionais da Região Central, órgão subordinado à SAP, até o momento, aproximadamente 4 mil servidores dos 39 estabelecimentos penais foram vacinados, destes 1.035 pertencem às unidades da região, entre eles as de Piracicaba. Nessa primeira etapa, a imunização vai contemplar os profi ssionais que estão na linha de frente de atuação.

O diretor da Penitenciária Masculina de Piracicaba, Élcio José Bonságlia disse que somente em sua unidade já foram imunizados 141 funcionários.“A vacina foi aplicada pelo nossa equipe de saúde que atua na unidade e recebeu treinamento para aplicação”, disse Bonságlia.

Segundo ele, a vacinação chegou em um momento muito importante. “Recebemos essa oportunidade com muita gratidão. Nossoscolaboradores atuam na linha de frente e os contatos com as pessoas, mesmo com todos os protocolos de segurança, são inevitáveis”, relatou o diretor.

GOVERNO DO ESTADO

“Começam a ser vacinados 180 mil profissionais de segurança em todo o Estado de São Paulo. São profissionais da ativa das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Civis Metropolitanos, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e da Fundação Casa. Em 10 dias, praticamente todos desta população dos profissionais de segurança estarão vacinados”, disse o governador Joao Doria (PSDB).

A campanha ocorre com uma grande operação logística montada para a distribuição de cerca de 180 mil doses de vacina, que foram disponibilizadas aos agentes em mais de 80 unidades da Polícia Militar no Estado. O objetivo da medida é evitar aglomerações nos postos públicos de saúde, onde prossegue a campanha de vacinação para o restante da população.

Cristiani Azanha
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

4 × 5 =