(Foto: Freepik)

Quem acredita que os solteiros estão nos apps de namoro só para pegação está muito enganado, o que as pessoas buscam mesmo é conhecer alguém para finalmente cantarolar e agradecer por ter “alguém que estivesse sempre com você, na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê”, como diz a famosa canção.

Para comprovar que os brasileiros estão sim em busca de relações duradouras, o Inner Circle, aplicativo de relacionamento global criado para ajudar os solteiros a encontrarem o seu verdadeiro match, ouviu mais de 1.100 usuários, que revelaram que querem se casar em algum momento (61%) ou pensam nessa possibilidade, mas ainda não têm certeza (24%). Apenas 13% dos participantes da pesquisa afirmaram que não têm nenhum plano de se casar. Quando o assunto é o objetivo nos apps de namoro, 52% disseram que estão em busca de um relacionamento sério e somente 10% procuram por relações casuais.

Sem a possibilidade de contato humano imediato e com um foco renovado em conversar, o estudo O Cenário dos Encontros, realizado pelo Inner Circle em abril, também apontou que três em cada cinco (76%) solteiros acreditam que a pandemia fez as pessoas se preocuparem mais em encontrar uma conexão e quase a metade (46%) acha que isso ajudou a combater o mau comportamento nos encontros. Podemos afirmar então que o amor está no ar e online também, não é mesmo!?

Quem é deste time que não vê a hora de conquistar o tão sonhado “felizes para sempre”, deve saber que os solteiros levam em consideração algumas características para que o relacionamento avance. A honestidade (68%), o senso de humor (62%), a sinceridade (60%), ser trabalhador (55%), ser gentil (52%) e a aparência (55%) tiveram o voto da maioria dos usuários. Eles também revelaram que tornam o relacionamento oficial quando sentem que é o momento certo (36%), mas há quem prefira esperar de 2 a 3 meses (31%).

E como a primeira impressão é a que fica, para quem deseja se destacar no jogo da conquista, é importante estar atento ao que as pessoas mais avaliam nos perfis dos apps. Na hora do match, os usuários relataram que levam muito em consideração perfis com fotos que mostram a pessoa de corpo inteiro (52%). Os homens (34%), inclusive, se preocupam mais com esse quesito do que as mulheres (18%). Os participantes também disseram que preferem descritivos de perfil que são mais sinceros e diretos (45%), além de considerarem relevante ter os mesmos hobbies e interesses que o possível match (47%).

Já em relação aos interesses pessoais, sobem ao pódio dos solteiros virtuais pessoas que viajam com frequência (47%); que gostam de cozinhar ou conhecer novos restaurantes (47%); os que praticam esportes com frequência (40%); os engajados em proteger os animais e/ou o meio-ambiente (24%); e ainda aqueles que adoram visitar exposições e fazer passeios culturais (19%). Embora algumas dessas atividades tenham sido interrompidas devido à pandemia, ainda sim os solteiros podem apostar em descritivos de perfis ou conversas que mostrem esse seu lado. Não pode viajar? Que tal então falar sobre as suas melhores férias ou um lugar que gostaria de conhecer assim que este momento passar?

Para os participantes, com idades entre 21-50 anos (91%), um aspecto desanimador do cenário atual dos encontros é que algumas pessoas dizem que estão com o mesmo objetivo de realmente encontrarem seu verdadeiro match, mas, quando a relação avança, não querem mais (26%). 32% também sentem que a maioria das pessoas com quem têm contato buscam apenas por relações casuais e que a pandemia está dificultando conhecer pessoas novas (21%).

Em meio a esse panorama, os solteiros também apontaram que os maiores desafios na hora da paquera são as conversas rasas (45%) e o fato de não terem foco e desistirem rápido do flerte (34%). Outras frustrações, consideradas as piores pelos participantes, são pessoas que não conseguem manter uma conversa bacana (35%); pessoas que dão match, mas depois somem (27%); e os inconvenientes, que logo já revelam que querem apenas sexo (18%).

“O que essa pesquisa realmente mostra é o quão importante é encontrar alguém que tenha ideias semelhantes se você quer uma chance em um relacionamento de longo prazo. Mostrar seus interesses e hobbies e escrever uma biografia divertida, mas clara, é o que vai te destacar para alguém que combina com você. Você não pode esperar encontrar alguém com quem realmente dá match na vida se deixar sua biografia vazia ou não revelar quem você é. Na indústria de namoro, estamos vendo uma tendência real para perfis ricos e completos porque ninguém quer conversar ou pensar em se encontrar com alguém sobre quem não conhece quase nada”, diz David Vermeulen, fundador e CEO da Inner Circle.

Para apoiar os solteiros a mostrarem o seu melhor nos perfis, Charly Lester, especialista em relacionamentos do Inner Circle, dá algumas dicas:

1 – Crie um descritivo de perfil que realmente mostre quem você é, o que gosta de fazer, e o que procura em um possível match;
2 – Sempre seja honesto sobre as suas intenções, afinal ninguém quer perder tempo com pessoas que não estão em busca dos mesmos objetivos;
3 – Aposte em fotos que mostrem quem você é de verdade. Selfies de óculos escuros, por exemplo, não são uma boa opção;
4 – Tente começar as conversas com perguntas, assim o bate-papo flui mais naturalmente e vocês não ficam presos aquelas conversas rasas;
5 – Invista um tempo para se dedicar a encontrar um match: se esforce nas conversas e marque encontros com quem você realmente se identifica.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

18 + quinze =