Média de homicídios é de 2,5 por mês na cidade

Casos de homicídio registraram aumento nos quatro primeiros meses de 2021, em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo as estatísticas da SSP (Secretaria de Segurança Pública). Em Piracicaba, sete ocorrências foram totalizadas em 2020 e 12 neste ano, representando uma média de 2,5 assassinatos por mês na cidade.
O diretor do Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária), Kléber Antonio Torquato Altale explicou que nem sempre a polícia consegue coibir esses casos. “Na maioria das vezes, ocorre dentro do ambiente familiar, ou em eventuais acerto de contas”, disse Altale.

O comandante do CPI-9 (Comando de Policiamento do Interior), coronel Willians de Cerqueira Leite Martins relatou que o policiamento ostensivo não consegue coibir esse tipos de casos. “Por outro lado, destacamos os casos esclarecidos pela Polícia Civil e as ações em conjunto com outras forças de segurança com foco aos crimes contra o patrimônio”, explicou Cerqueira.

De acordo com a SSP, os registros de roubos de veículos tiveram queda de 31%. Foram 1.130 ocorrências em 2020e 861 em 2021. Já roubos outros tiveram decréscimo de 17% (216 em 2020 e 179 em 2021). Roubos de veículos também diminuíram de 160 no ano passado e 139, em 2021 (-17%).
“Utilizamos o Degeo (Diagnóstico Evolutivo Geo ponderado) e o plano de policiamento inteligente como auxílio no combate à criminalidade”, relatou Cerqueira.

Altale destacou que o Governo do Estado tem investido tanto na Polícia Civil como a Militar no reforço de mais efetivo, assim como aquisição de novas armas e viaturas. Destacou as cinco viaturas blindadas que foram destinadas à Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais). Com relações às prisões realizadas nos quatro primeiros meses de 2021, Piracicaba contabilizou 4,8 prisões por dia, além de 51 armas apreendidas e 72 veículos recuperados.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

19 + 6 =