O pódio de 21km masculino, que teve Antônio Marco de Araújo como vencedor (Foto: Amanda Vieira/JP)

A Meia Maratona Arraso, realizada pelo Jornal de Piracicaba e Revista Arraso, foi disputada na manhã deste domingo (8), no campus da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) e contou com um público de aproximadamente 4.500 pessoas, sendo 2.400 atletas (dados da Chelso Sports, a organizadora do evento). A corrida teve um estilo pool party e teve seis categorias diferentes: 5 km, 10 km e 21 km, sendo que todas foram divididas em masculino e feminino.

O clima antes da prova era um misto de descontração e ansiedade, como conta o guarda civil de Americana, Sérgio Evangelista, que correu na prova de 5 km. “Piracicaba tem várias coisas boas e a Meia Maratona é uma delas. Participei pela terceira vez e vim de Americana em razão da simpatia da corrida, que hoje é uma referência na Região e não poderia ficar de fora. A mudança de local foi bem bacana, com um espaço bem amplo, vários pontos bonitos e foi uma experiência nova”, explicou.

A prova também foi especial para a professora Fernanda Fernandez, já que foi sua primeira após uma gravidez. “Sempre participei das corridas em Piracicaba, mas depois tive um filho pequeno e fiquei um pouco parada. Agora estou me reinventando na prova de 5 km, mas quero voltar para os 10 km nas próximas corridas. Gostei de correr na Esalq, já que é o lugar mais bonito da cidade, com uma bela paisagem”, disse Fernanda, que dedicou a prova ao seu filho Pedro, de apenas 18 meses.

Ansiedade e apreensão marcaram os momentos antes da largada (Foto: Amanda Vieira/JP)

O primeiro campeão do dia foi Maykon Pereira da Silva, que completou 5 km em apenas 17m04s. Bicampeão (já que ganhou na mesma categoria em 2018), Maykon falou da preparação para conquistar essa marca e falou que buscará o tri em 2020. “Era um percurso novo e ficamos apreensivos, já que não sabíamos o que viria, mas Graças a Deus mantive um bom ritmo para conseguir a vitória”, disse o campeão, que dedicou a vitória a esposa. Leonardo de Sousa Santos ficou na segunda posição, com 17m36s, enquanto que Luiz Gustavo foi o terceiro colocado, com 17m46s.

Percurso da Esalq foi bastante elogiado pelos competidores (Foto: Claudinho Coradini/JP)

A primeira mulher a cruzar a linha de chegada (também na prova de 5 km), foi Suian Sutto, com 20m26s, que falou os seus segredos para conquistar a medalha de ouro. “Treinei bastante para conquistar essa vitória e mantive o foco na corrida, e esse é meu segredo, sempre ficar atenta, preparada, acreditar no nosso potencial e ter fé. A prova foi maravilhosa como sempre e com um percurso diferente, no qual só tenho a agradecer pela organização”, explicou. Nana Lima ficou em segundo lugar, com 21m36s, enquanto que Mirian de Farias, com 22m01s, fechou o pódio da categoria.

Ao final da prova, participantes aproveitam a estrutura oferecida pelo Arena Atacado (Foto: Claudinho Coradini/JP)

A prova dos 10 km masculino foi vencida por Nerílton Deonizio, com 34m41s. “Gostei muito desta prova, o percurso é muito bom e espero voltar sempre. Essa vitória foi a prova de que posso conquistar muitas coisas e não desistir em nada na minha vida”, disse emocionado o campeão. Rafael Donizete Madeira ficou com o segundo lugar, com 34m47s, e Vitor Lazzari Levada foi o terceiro colocado, com 35m. No 10 km feminino, Adia Giroldo foi a vencedora, com 47m44s, seguida de Marta Nogueira Bellan (48m16s) e Luciana Arruda Piza (48m47s).

A competição chegou ao fim com a prova dos 21 km, sendo que o título no masculino ficou com Antônio Marco de Araújo, que completou a prova com 1h12m14s. O atleta falou desta conquista, que é muito mais valiosa por não ser profissional. “Fechar o ano ganhando uma prova e na nossa cidade é maravilhoso, agora é se preparar para 2020. Treino oito vezes por semana, dividido em seis dias e como um atleta amador temos que comemorar cada resultado, sendo que cada segundo de diferença é muito importante”, destacou Antônio. Wilson Adalberto Silva ficou em segundo lugar, com 1h20m46s, e Nelson Andreata fechou o pódio com 1h21m14s.

A última prova do dia foi a de 21 km feminino, vencida por Juliana de Almeida Scher, campeã com tempo de 1h34m42s. “É gratificante vencer em razão da semana de treino, de trabalho. Em razão disto é muito bom subir ao pódio e na primeira posição. A parte complicada do percurso foram as subidas e o sol quente, mas fora isso foi tranquilo, tanto que irei voltar no ano que vem”, disse Juliana, que dedicou a vitória aos familiares. Liliane Cristine Jorge Bueno ficou na segunda posição, com 1h37m19s, enquanto que Claysa Kawanami fechou o pódio, com 1h37m49s.

Juliana de Almeida Scher foi a vencedora da prova de 21 km feminina (Foto: Amanda Veira/JP)

Ao final da corrida, os participantes e expectadores puderam aproveitar todo o serviço oferecido pelos patrocinadores, como comida e festa antes da premiação, com direito a DJ, para fechar o domingo de competições e, sobretudo um domingo de festa.

Momentos de descontração marcaram o fim da Meia Maratona 2019 (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Mauro Adamoli

Marcelo Uliana

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − três =