Foto: Amanda Vieira/JP

Ontem, a SPPA (Sociedade Piracicaba de Proteção aos animais) completa 30 anos de serviço e para comemorar realizou uma confraternização com antigos membros e colaboradores da ONG.

A Sociedade não tem fins lucrativos, é composta por voluntários e foi oficialmente declarada como Utilidade Pública em 1989. Silvia Spadoto foi a fundadora da sociedade, mas passou o
posto em 1998 para o atual presente Luís Américo Chitolina.

“A SPPA dependia e ainda depende muito do poder publico, precisamos que ele e a população entenda a importância dela na cidade, para que possamos voltar a ter uma participação direta com o animal nos bairros e ajudá-los mais ainda”, disse Darcy Pereira, membro desde 1996.

Na festa, os voluntários lembraram dos momentos marcantes da entidade, os bons e os não tanto assim. “Para sobreviver, a entidade tinha cofrinhos feitos por Ivana Negri, espalhados
pela cidade com a função de arrecadar fundos”, lembrou Chitolina.

“Durante os 15 anos que ajudei a ONG, era uma dificuldade atrás da outra, principalmente, em relação as verbas, mas foi um tempo gratificante, ver a sociedade hoje da muito orgulho, lutamos pelo nosso espaço, lutamos pelos animais e encontramos lares para muitos deles”, lembrou Ivana.

De acordo com Chitolina, a expectativa da sociedade é trazer novas e jovens pessoas para a ONG. “Queremos passar o nosso conhecimento e experiência para os jovens, pois será por meio deles que a sociedade vai evoluir. Tenho certeza que, no futuro, ela será maior do que já é”.

Atualmente a entidade tem apoio de sete veterinários parceiros e 10 voluntários ativos. Para ser um voluntário ou colaborar com a SPPA, basta ligar para (19) 3432-2267 e fazer seu cadastro.

Letícia Azevedo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × 5 =