Memorial passa por reforma e manutenção

Espaço passou por pintura à conservação do acervo. Foto: Alessandro Maschio /JP

Barraco tombado como patrimônio histórico da cidade estava deteriorado

O Memorial de Frei Sigrist, no bairro Jardim Glória, passou por restauração recentemente, com manutenção dos itens mantidos no local. O barraco, ocupado por uma comunidade de frades franciscanos de 1984 a 2002 e tombado como patrimônio histórico em 2020, estava deteriorado. Em outubro, a Prefeitura de Piracicaba realizou a reforma no Memorial, que apresentava madeiras apodrecidas, telhas com goteira, problemas na fiação elétrica, entre outras questões. A manutenção contemplou a pintura e troca de madeiras, conservação do acervo do Memorial e troca da fiação elétrica.

“Os frades saíram em 2002 e até 2010 o barraco ficou em ruínas”, comentou o historiador Claudinei Pollesel, membro do IHGP (Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba) sobre o Memorial do frei Francisco Erasmo Sigrist, que faleceu em 1998. De acordo com Pollesel, o barraco era construído com restos de madeira e madeirite e sua deterioração foi irreversível. “O que temos hoje é uma reconstrução idêntica ao que tinha lá”, explica.

A manutenção mais recente, deste mês, reformou a estrutura do local e promoveu a conservação de itens do acervo, que inclui os pertences da comunidade franciscana do barraco, como obras de arte, livros imagens, móveis e utensílios. O historiador Pollesel comenta que ainda existe a necessidade de melhorias no Memorial. “O que falta é algo melhor e definitivo no telhado, uma manta e forro por baixo para diminuir as goteiras, que colocam em risco os materiais”, disse. O membro do IHGP ainda mencionou que uma família ocupou a casa ao lado do Memorial e utiliza a água e a luz do barraco. “As contas estão astronômicas”, contou.

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Em 2010, os moradores conseguiram que a Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba) fizesse a restauração completa do Memorial e resgatasse móveis, documentos e objetos que faziam parte do imóvel. Em 7 de agosto de 2020, os conselheiros do Codepac (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural) aprovaram o tombamento do barraco do frei Sigrist, como patrimônio histórico do município de Piracicaba.

Letícia Santin

[email protected]

Leia mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

4 × dois =