Mesmo condenado, Barjas Negri assume cargo no governo Doria

Estado diz que situação de Barjas com a Justiça compete exclusivamente a ele | Foto: Claudinho Coradini/JP

Mesmo condenado por improbidade administrativa, em segunda instância, o ex-prefeito Barjas Negri (PSDB), que ano passado perdeu a disputa por reeleição no pleito em segundo turno para Luciano Almeida (DEM), permanece na política paulista. Ontem, foi confirmado pelo governo do Estado de São Paulo que ele assume, dentro dos próximos dias, a subsecretaria de Assuntos Metropolitanos, vinculada à pasta de Desenvolvimento Regional.

A Secretaria de Desenvolvimento Regional foi criada em 2019 para facilitar a relação dos municípios com o Estado. Tem a tarefa de organizar o fluxo de demandas dos 645 municípios, desde obras de infraestrutura urbana até demandas nas diversas áreas abrangidas pelos projetos e ações do Governo do Estado como um todo. Seu objetivo é dialogar, ouvir as necessidades, integrar e articular parcerias e convênios com os municípios, além de fiscalizar e cobrar resultados.

Barjas comentou em suas redes socais sobre o novo emprego, que classificou como “novo desafio”. “Vou trabalhar pelo desenvolvimento das cidades, a retomada do crescimento econômico e principalmente pela melhora da qualidade de vida da população que reside nestas regiões: São Paulo, Baixada Santista, Vale do Paraíba, Vale do Ribeira, Sorocaba, Jundiai, Piracicaba e demais aglomerados”.

No entendimento de Barjas, o “desafio é grande” e ressalta que vai ter “dedicação como sempre”, segundo ele, “marca” de sua vida pública. “Estou preparado para integrar ações, maximizar resultados e ajudar o nosso estado”, afirmou na mesma nota.

Sobre o anúncio, a Secretaria de Desenvolvimento Regional, em nota, afirma que “acredita no potencial de gestão de seu mais novo subsecretário”
e mencionou a experiência de Barjas como ministro, secretário-executivo do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento para a Educação), secretário-executivo do Ministério da Saúde, entre outros cargos.

No ano passado, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) indeferiu a candidatura de Barjas no pleito municipal, condenado por improbidade administrativa em segunda instância. “Quanto às demandas jurídicas, as mesmas competem exclusivamente a Negri, não tendo vinculação com a atual gestão estadual”, responde a assessoria da secretaria.

O diretório do PSDB estadual também se manifestou sobre a ida de Barjas à SDR. “O PSDB sempre se destacou pelos excelentes quadros, a exemplo do ex-prefeito Barjas Negri, cuja experiência e conhecimento serão ativos importantes no trabalho constante de melhorar a vida daqueles que vivem em São Paulo”.

Erick Tedesco

Leia mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × 3 =