Ministério Público recebeu denúncia e aguarda informações solicitadas à 5ª Companhia da PM

Foto: Claudinho Coradini/JP

Segundo órgão estadual, informações foram solicitadas em 20 de julho pela Promotoria Criminal

O MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) informou, nesta quarta-feira (3), que a Promotoria Criminal de Piracicaba recebeu uma ‘notícia de fato’ anônima relacionada a aplicação de multas de trânsito por policiais militares da 5ª Companhia da Polícia Militar de Piracicaba. Conforme reportagem publicada com exclusividade pelo Jornal de Piracicaba no sábado (30), as equipes são orientadas a aplicar o mínimo de dez multas diárias, sendo cinco estaduais e outras cinco municipais, incluindo o uso do etilômetro (bafômetro) nas abordagens aos motoristas.

De acordo com as informações do Ministério Público, a denúncia foi feita no dia 20 de julho e a Promotoria Criminal encaminhou pedido de informações ao Comando da 5ª Companhia. “A Promotoria Criminal de Piracicaba recepcionou notícia de fato (anônima) relacionada ao caso e aguarda informações do Comando da Unidade, solicitadas por ofício datado de 20 de julho”, informou o MP em nota assinada pelo promotor de Justiça José Eduardo de Souza Pimentel.

DENÚNCIA
De acordo com policiais militares lotados na 5ª companhia, localizada em Santa Teresinha, o comandante Saulo Vieira Runho cobra produtividade das equipes de rua, definindo o número mínimo de multas aplicadas pelos subordinados.

Aos policiais que não atingem as metas ou que não concordam com as determinações do comando, há mudanças nas escalas de horários, pedidos de trocas negados e, em alguns casos, transferência para outras companhias.

Desde a terça-feira (2) policiais militares que estão em folga foram convocados a prestar esclarecimentos ao comando sobre as denúncias, que também foram encaminhadas à Corregedoria da Polícia Militar, em São Paulo.

Segundo policiais ouvidos pela reportagem, na condição de anonimato, os militares que atuam próximo ao comandante questionam sobre a exigência de produção de multas, impedimentos de fazer refeições na sede da companhia e sobre a aceitação da tropa com o capitão. Os militares informaram que as oitivas são acompanhadas pelo comandante.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

catorze + 13 =