XV de Moisés Egert estreia no dia 4 na Copa Paulista CRÉDITO: Michel Lambstein

Após oito anos, Moisés Egert voltou a participar de uma coletiva de imprensa como técnico do XV de Piracicaba e primeira virtualmente, em razão da pandemia de covid-19. Egert dirigirá a equipe na Copa Paulista, que começará no dia 4 de novembro e na próxima edição da Série A2, na qual foi campeão com o próprio Nhô Quim em 2011.

O treinador, que pegou a equipe na lanterna da Série A3 e a levou para a Série A1, falou sobre a evolução na infraestrutura na qual conviveu entre os anos de 2010 a 2012 e como ela pode favorecer a equipe.

“Após oito anos longe é óbvio que existe a evolução dos departamentos, o futebol exige isso. Temos uma sala de imprensa impressionante, temos CT (Centro de Treinamento), departamento de nutrição. Esses fatores ajudam o clube, está no caminho certo. Tem batido na trave por três anos consecutivos (Série A2), mas o que potencializa é que tem a terceira oportunidade e não chega, já que o futebol é assim”, comentou Egert, falando que uma boa estrutura é a chave do sucesso de qualquer equipe.

“Um bom exemplo de time que se reestruturou e voltou a ganhar títulos é o Flamengo-RJ, que ficou seis, sete anos se reestruturando para voltar a brilhar. Esse é o segredo, se reestruturar e com isso a equipe ganha credibilidade e hoje o XV tem isso hoje. Você liga para o jogador e ele quer estar aqui, porque sabe que vai receber o que foi prometido”, completou.

Moisés assumiu o XV com equipe jovem, com vários jogadores vindos da categoria de base, com apenas o zagueiro Douglas Marques e o volante Gabriel Soares sendo os mais experientes. O treinador disse que a equipe está em busca de reforços, com alguns chegando entre sexta e sábado, sem citar nomes, mas falou das características que procura nos atletas.

“Particularmente gosto de equipes proativas, com posse de bola. Sempre falo que em relação as características dos atletas, são jogadores técnicos, de força, com uma boa estatura. Estamos tendo dificuldades porque são peças pontuais e nesse caso você não pode errar, são jogadores que tem que estar acostumados a acessos e títulos, que não aceitem outro resultado que não seja isso. São perfis complicados, por isso que estamos tendo essa dificuldade”, explicou.

Por fim ele falou como pretende usar sua experiência na Copa Paulista (campeão em 2012 com o Noroeste e em 2015 com o Linense) para conduzir (principalmente os mais jovens) a equipe a uma boa campanha. Óbvio que as formações das equipes foram diferentes. No Noroeste peguei a equipe no returno da primeira fase, faltando três jogos. Era uma equipe que estava em um nível muito forte e consegui colocar minhas ideias, na qual culminou com o título. Agora é um campeonato diferente, com uma formação diferente. São seis jogos apenas e não podemos errar. Já começamos a treinar, logo estaremos com o elenco completo e sempre passo aos atletas que todos tem valor, desde a quarta divisão até a Champions League, mas tem mais valor (em qualquer função), quem vence, quem sobe, quem é campeão”, completou.

Durante a apresentação do técnico Moisés Egert foram divulgados os grupos da Copa Paulista 2020. O Nhô Quim está no Grupo 3 e terá como adversários a Inter de Limeira, Audax e Primavera, equipes da Série A1, A2 e A3, respectivamente. Os outros grupos são o seguinte: Grupo 1 – Botafogo, Marília, Novorizontino e Rio Preto; Grupo 2 – Atibaia, Comercial, Ferroviária e Velo Clube; Grupo 4 – Juventus, Ponte Preta, Portuguesa Santista e São Bernardo e Grupo 5 – Portuguesa, Nacional, Guarani e Água Santa.

LEIA MAIS

Mauro Adamoli

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − 5 =