Moisés dirigiu o XV em 101 jogos entre 2010 a 2012 (Foto: Bruno Golembiewski/CNMD)

O mês de outubro começou com o XV de Piracicaba definindo seus próximos passos, já que foi eliminado nas semifinais do Campeonato Paulista Série A2 e passaria por uma reformulação no elenco, com muitos atletas com contrato perto do fim, entre eles o técnico Evaristo Piza. Em pouco mais de uma semana, 16 jogadores deixaram a equipe, além do treinador. Logo após a eliminação, começaram os boatos sobre quem seria o novo técnico da equipe e o nome de Moisés Egert foi o mais comentado, já que ele foi vitorioso com o XV, nos acessos da Série A3 para a A1 em 2010 e 2011, além de ter uma ótima relação com o clube e a cidade de Piracicaba.

O treinador, que se desligou recentemente do Marcílio Dias-SC, conversou exclusivamente com a reportagem do Jornal de Piracicaba sobre a possibilidade de voltar a equipe, na qual relembrou sua vitoriosa passagem. “Desde a minha saída, a relação minha com o XV sempre existiu, mesmo a distância. Sempre acompanhei o clube, resido em Piracicaba, minha família é daqui e sou um ex-atleta do XV, além de ser um treinador prata da casa. Sempre que acontece algo relacionado a treinadores, meu nome é sempre lembrado por tudo que foi feito quando estive como treinador. Todos sabem do meu carinho, admiração, respeito e gratidão que tenho pela equipe”, disse Moisés, destacado que foi procurado pela diretoria após a eliminação da Série A2.

“Após a saída do (Evaristo) Piza houve um contato sim e cheguei em Piracicaba na madrugada de quarta-feira (7). Ainda estou ajeitando a casa, já que estava há um ano em Itajaí-SC e creio que nesta semana ainda, definiremos o futuro. Temos conversado por telefone, mas terei uma reunião presencial com a diretoria e creio que assim acertaremos o futuro, bateremos e martelo e tem tudo para dar certo”, declarou o treinador.

LEIA MAIS:

Mauro Adamoli

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 − dez =