Montador de móveis vira marceneiro e cria casinhas para crianças e pets

Wagner afirma que marcenaria é um dom que Deus lhe deu | Foto: Claudinho Coradini/JP

Há mais de 15 anos o piracicabano Wagner Pinto fez uma escolha de vida, cujo impacto ele sente até os dias de hoje: largou o emprego de montador de móveis para se tornar marceneiro. O ofício com madeira é seu sustento desde então.

“Um dom que Deus me deu”, ele conta, entre um intervalo e outro das encomendas de fim de ano em sua marcenaria no Jardim Planalto.

Tudo começou, relembra, quando produziu um banco de madeira e publicou a foto do resultado final na internet. “Muitas pessoas gostaram e vieram me perguntar se faria para ela, nunca mais parei”. O ‘famoso’ banco, aliás, logo foi vendido.

As principais encomendas, conta Wagner, são casinhas para crianças, moradia para pets, além de portas, cadeiras, bolcões e mesas. “Faço principalmente com madeira pinus, mas também posso utilizar outro tipo de material, caso o cliente pedir”.

A madeira pinus está entre as matérias-primas de grande qualidade descobertas pelas indústrias de móveis e construção civil, cuja textura e composição a classificam como bom recurso para realizar diversos trabalhos e manusear. “Demoro cerca de uma semana em cada encomenda”, revela Wagner.

A marcenaria entrou mesmo na vida de Wagner, que divide o tempo na oficina e em frente ao computado para pesquisas de atualização. “Assisto muitos vídeos e confiro dicas, para sempre crescer”.

Erick Tedesco

Leia mais

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

2 × 2 =