Moradores da rua dos Cambarás, no Bosques do Lenheiro, estão cansados dos buracos que a rua tem há anos. Depois de um acidente com motociclista nesta semana, resolveram fazer um protesto inusitado: cada buraco foi batizado com o nome de um político da cidade.

Um dos reclamantes, Jorge Alexandre, relata que existem buracos com mais de “2 anos de idade” na rua. (Crédito: Amanda Vieira/JP)


Para marcar a indignação com o que chamam de abandono do poder público, os moradores pintaram os nomes do prefeito Barjas Negri (PSDB), e de todos os vereadores ao lado dos buracos, além de também marcarem impostos como o IPVA (Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores) e o protocolo de uma das solicitações de recapeamento da rua datado do ano passado.

Jorge Alexandre encabeça protesto de moradores do bairro Bosques do Lenheiro. (Crédito: Amanda Vieira/JP)


“[…] Tem pedido de dois anos, [os buracos] têm uns três, quatro anos. Eles mandam resposta, mas até agora nada. Já encaminhei para vereador também, fizeram pedido, mas até agora nada”, lembra o morador Jorge Alexandre, subgerente de restaurante. “Ontem [4 de março] mesmo teve um acidente aqui, um rapaz foi desviar e acabou acertando outro”, conta.


Entre as queixas dos moradores está o perigo de mais acidentes na via e a impossibilidade das crianças brincarem com bicicleta, por exemplo. “[A criança] brinca, cai no buraco, machuca. Você vai descer de carro, está acabando com os pneus […] desce moto e bicicleta e joga pedra pra tudo quanto é lado. Já vi uma moça torcendo pé em um buraco”, conta Alessandra de Oliveira, 36, moradora da rua.


Sem uma solução da prefeitura, os moradores tentaram amenizar a situação ao colocar pedras e cimento nos buracos, o que dura pouco tempo. “Agora os próprios moradores tamparam os buracos, jogam terra, porque ficava parando água, aí fica juntando mosquito, um fedo de esgoto que ninguém aguenta nem ficar sentado na calçada”, lembra Alexandre.

SEMOB
A Semob (Secretaria Municipal de Obras) informou em nota, após questionamento da reportagem, que “vai verificar o tipo de serviço necessário na rua dos Cambarás. Se for tapa-buraco, o reparo será agendado para a próxima semana”.


A nota ainda pontuou que se a rua necessitar de reparos profundos, o chamado serviço “borrachudo”, “ela será incluída e atendida o mais rápido possível”, finaliza a Pasta.

Andressa Mota

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × 2 =