Moradores promovem abaixo-assinado contra instalação da Compfertil no Vila Nova

Empresa atualmente está no Godinhos e moradores de bairros ao redor reclamam do mau odor| Foto: Amanda Vieira/JP

Moradores do bairro Vila Nova promovem um abaixo-assinado contra a instalação da empresa Compfertil Indústria e Comércio de Composto Orgânico no bairro. Atualmente a empresa está no Godinhos e moradores de diversos bairros da região relatam ter problemas com o mau odor exalado.


De acordo com um dos organizadores, Marcos Longato, o documento já consta com 574 assinaturas e será protocolado na prefeitura na próxima semana. Também informa que foi protocolado no MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) uma representação pedindo a não instalação da empresa no bairro. Além do cheiro, a preocupação é quanto a possíveis impactos ambientais, uma vez que existem nascentes e lagos ao redor, além das residências próximas. Neste sábado (7), os moradores têm uma reunião a empresa.

LEIA MAIS:

De acordo com a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), em inspeção realizada “recentemente” na empresa – na atual instalação – constatou-se a emissão de substâncias odoríficas. O órgão afirma que “avalia as ações administrativas cabíveis”.


Conforme publicado pelo Jornal de Piracicaba em 24 de setembro, em vistoria realizada em junho o órgão verificou odor além dos limites da propriedade e multou a empresa.

A Cetesb informou também que a empresa entrou com pedido de renovação da licença de operação, o qual está em análise, e que foi comunicada informalmente a intenção de realocação. “No entanto, não consta até o momento a solicitação de licenciamento ambiental para um novo endereço”, diz em nota.


A prefeitura informou que emitiu o certificado de uso do solo no dia 21 de outubro à empresa, “pois não há restrições em relação ao zoneamento” e que “cabe à empresa cumprir outros trâmites legais e ambientais para obter a autorização (ou não) para o funcionamento da empresa no local”.


Rafael Aloisi, proprietário da empresa afirma que na reunião vai explicar a atuação da Compfertil aos moradores e que a empresa tem investido em tecnologia para zerar o odor no processo.


O MP-SP foi questionado, mas até o fechamento desta edição não houve resposta. O Comdema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente) informou que os moradores podem contatá-lo peloe-mail [email protected]

Andressa Mota

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois × três =