Os moradores do bairro Jardim Diamante têm sofrido com as condições do asfalto nas ruas e avenidas do bairro, que apresentam diversos buracos e crateras, se tornando um perigo para os motoristas que passam pelo local. A doméstica Cintia Freitas Cardoso, que mora no bairro há mais de 20 anos relata que tem que eleger o maior ou mais perigoso buraco para ser tapado.

“Já fiz pedi para a prefeitura, porém temos que escolher um buraco, o que tiver pior, já que não aceitam tapar os buracos do bairro todo de uma vez. Então, escolhi o que está na saída do bairro, na avenida Brasília, que é a entrada e a saída da nossa comunidade. Os moradores sabem que o buraco está lá e ficam mais atentos, mas as pessoas de fora correm o risco de quebrar a roda do carro se não desviarem”, detalhou Cintia.

Em relação a avenida Brasília, por ser uma via de dois sentidos, a principal cratera, que fica na saída do bairro, atrapalha bastante uma das vias, obrigando o motorista a invadir o outro lado para sair do Jardim Diamante.

“Tem que ficar bem atento ao movimento do lado, caso contrário poderá colidir com o veículo que vem em outro sentido. A pessoa se arrisca cair dentro do buraco para evitar um acidente. Temos que nos virar, já que a situação está feia e estamos abandonados”, lamenta a doméstica.

A moradora disse que o bairro contém diversas ruas, como a de sua casa (Paulo da Silva Farah) que são sem saída e que causam uma preocupação maior, já que os ônibus passam por lá, além de ter uma escola, campinho de futebol, área de recreação e academia ao ar livre, colocando em risco, principalmente, as crianças e idosos que frequentam o local. “As ruas estão esburacadas, sendo que a rua Reynardo Alleoni é uma em que a situação está mais crítica”, conta.

Sobre a situação do bairro, Cintia reclama do descaso da prefeitura, que faz mais de duas décadas que mão cuida do asfalto naquela região. “Colocaram o asfalto em 1995, fui uma das que ajudaram a pagar, por meio de um carnê com 36 prestações. Depois disso nunca mais fizeram nada. De vez em quando o Semae vem, faz o serviço, consertam do jeito dele e nada mais”, detalha.

Em resposta a reportagem, a Prefeitura, por meio da Semob (Secretaria Municipal de Obras) disse que o serviço de tapa-buraco na avenida Brasília é feito sempre que necessário, além de confirmar que encaminhará um fiscal até o local para verificar a situação e se for necessário, será deslocada uma equipe pra fazer tapa buraco no local. Sobre a rua Paulo da Silva Farah, a Semob enviará um técnico ao local para verificar o problema e se necessário, programará o serviço.

Mauro Adamoli

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro + dez =