Moradores relatam infestação de ratos em obra de ponte

Prefeitura garantiu que vai providenciar a limpeza do local (Foto Amanda Vieira/JP)

Em maio deste ano, moradores do Bela Vista, na região do Vila Sônia, denunciaram que a ponte de madeira, que fica na rua Antônio Longatto, esquina com Oliveira Prato, estava na eminência de desabar. A cobrança ao Poder Público via JP por uma reforma, segundo moradores locais, surtiu efeito, no entanto, agora enfrentam outro problema: um surto de ratos. Tanto Maria Antônia Vieira quanto Ângela Maria da Silva acreditam que a infestação é devido à quantidade de entulhos próximo à obra da ponte.

“Moro aqui há 23 anos e nunca tinha aparecido ratos”, relata Ângela, preocupada principalmente com a mãe idosa. “Abandonaram a ponte. Os ratos entram nas casas, como na minha, e ficam ‘passeando’ pelo quintal. Uma noite, minha mãe sentiu um passando na orelha dela”. Segundo a moradora, o vizinho do fundo também já falou que enfrenta o mesmo problema.

Para Ângela, os ratos vêm dos entulhos deixados pela equipe de obras da Prefeitura. Ela estima que a reforma na ponte está parada há dois meses. Maria Antônia, que contatara o JP em maio para falar do asfalto rachado em cima da madeira na ponte, informou o mesmo tempo da falta de reparos no local. “Começaram e pararam. Já achei até escorpião no meu quarto”.

Maria Antônia acredita que os ratos saem do entulho. “Entram pelo buraco que sai água da chuva. Está infestado. Já ajuda bastante se tirar os entulhos, que eles tiraram do lado podre da ponte. Fora o cheiro ruim que deixa os vizinhos nervosos”.

A Prefeitura, em resposta, disse que vai providenciar a limpeza da área. Explica que não abandonou a obra e que a concretagem da fundação da ponte ocorreu entre os dias 5 e 7 de agosto.“O tempo de cura do concreto finaliza em 2 de setembro. Só depois disso a obra pode ser terminada. Quanto ao material depositado no local, ele será utilizado no reaterro das cabeceiras da ponte”, respondeu a Prefeitura via assessoria de imprensa.

Erick Tedesco