Morre pesquisador da Esalq, Paulo Cesar Sentelhas

Velório será restrito aos familiares e o corpo será cremado nesta quarta-feira (Foto: Reprodução TV USP Piracicaba)

Morreu nesta terça-feira, 21 de setembro, Paulo Cesar Sentelhas, docente do departamento de Engenharia de Biossistemas da Esalq/USP (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/Universidade de São Paulo).

Paulo Sentelhas estava internado desde o dia 3 de agosto, após contrair covid-19. De acordo com informações de Bárbara Sentelhas, filha e sócia de Paulo, o professor permanecia na UTI e se tratava das consequências pós-covid. A informação é do Notícias Agrícolas.

De acordo com nota emitida pela assessoria de imprensa da Esalq, o velório será restrito aos familiares e o corpo será cremado nesta quarta-feira, 22.

Paulo Cesar Sentelhas era formado em Engenharia Agronômica pela Universidade de Espírito Santo do Pinhal (UNIPINHAL) – Faculdade de Agronomia e Zootecnia Manoel Carlos Gonçalves (1987). Fez mestrado em Agronomia (Agrometeorologia), 1992, e doutorado em Agronomia (Irrigação e Drenagem), 1998, ambos pela Esalq.

Fez pós-doutorado na Universidade de Guelph, no Canadá, de março de 2003 a outubro de 2004, e no consórcio Universidade de Guelph – Weather Innovations Incorporated em 2008, onde atuou como pesquisador visitante.

Obteve o título de Livre-Docente em Agrometeorologia na Esalq em dezembro de 2004. Atuou como pesquisador no IPMET/UNESP (1988-1994) e no IAC (1994-1996).

Desde março de 1996 era professor da Esalq e ocupava atualmente o cargo de Professor Titular da área de Agrometeorologia.

Foi secretário da Sociedade Brasileira de Agrometeorologia de 1995 a 1997 e de 2001 a 2003 e seu presidente no biênio 2005-2007, quando também atuou como presidente da Federação Latinoamericana de Agrometeorologia.

Tinha atuação destacada na área de Agronomia, com ênfase em Agrometeorologia. Como docente, lecionava na graduação as disciplinas Meteorologia Agrícola e Agrometeorologia Aplicada e, na pós-graduação, a disciplina Agrometeorologia e Doenças de Plantas.

De 2013 a 2015 foi Editor Científico da revista Scientia Agricola, Esalq, sendo a partir de Julho de 2015 o Editor-Chefe da mesma. Atuava como Editor Associado da International Journal of Biometeorology (ISBM – Springer) e como membro dos comitês editorias da Italian Journal of Agrometeorology (SIA, Itália), International Journal of Plant production (IJPO – Springer), Applied Sciences (Springer) e AgriScientia (Univ. de Córdoba, Argentina).

De 2005 a 2013 atuou como representante do Brasil junto ao Grupo de Especialistas em Agrometeorologia da Organização Mundial de Meteorologia (OMM-ONU). Era membro da SBAgro (Sociedade Brasileira de Agrometeorologia) e da INSAM (International Society of Agricultural Meteorology).

De 2012 a 2016 foi membro do Comitê Julgador do Mumm Award da OMM e de 2014 a 2016 do juri do Environmental Respect Award da DuPont-Brasil.

Em 2019 recebeu o Prêmio Sergio Westphalen da SBAgro como reconhecimento por suas contribuições para a área de Agrometeorologia do Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

5 × 2 =