Morre tenente Júlio, ex-delegado do TG de Piracicaba

Fagundes sofreu mal súbito na manhã de ontem. (Crédito: Davi Negri)

O 1º tenente de Cavalaria Júlio Moacir da Silva Fagundes faleceu na manhã de ontem (4), vítima de mal súbito e de uma parada cardíaca, em Campinas, aos 52 anos.


De acordo nota da 11ª Brigada de Infantaria leve à imprensa, Fagundes sofreu mal súbito enquanto trabalhava na Seção de Pagamentos Inativos e Pensionistas. “Foram prontamente iniciadas as medidas de reanimação cardiorrespiratória, sem sucesso, chegando a óbito por volta das 11h”, consta na nota.


Fagundes foi delegado da Junta Militar em Piracicaba e tornou-se 1º tenente de Cavalaria, em Campinas, após reestruturação das forças militares do país, indo morar em Mogi Mirim.


A Câmara dos Vereadores de Piracicaba publicou nota de pesar e condolências aos familiares e amigos de Fagundes, que recebeu o título de Cidadão Piracicabano em 2018, por iniciativa do vereador Relinho (PSDB).


O chefe de instrução do TG (Tiro de Guerra) de Piracicaba, 1o sargente João Marcos Oliveira Veiga, trabalhou com Fagundes em Piracicaba no ano passado.


Para Veiga, Fagundes era uma pessoa comunicativa, “de fácil acesso” e “excelente profissional, [que] desempenhou seu trabalho de delegado do serviço militar com brilhantismo”, comenta. “Sempre respaldando suas ordens pelo exemplo, com dedicação e zelo pelo exercício da função”, continua.


Veiga evidencia a contribuição de Fagundes “com maestria” na transição do sistema de alistamento manual para o sistema on-line.


Conforme informou Veiga, o velório de Fagundes começou ontem às 23h, no velório que fica na rua Cônego Orestes Ladeira, 40, em Mogi-Mirim. E o enterro será às 23h de hoje (5) no Cemitério Colina dos Flamboyans, na mesma cidade.

Andressa Mota

[email protected]