Morte de MC Kevin: MC VK disse à polícia que viu mãos do amigo escorregando

Foto: Reprodução/Instagram

‘[Corpo] Bateu em algo, como se fosse um telhado, antes de cair no chão’, afirmou em depoimento Victor Elias Fontenelle, o MC VK.

Victor Elias Fontenelle, o MC VK, afirmou em depoimento à polícia que “viu” quando as mãos do amigo MC Kevin escorregaram do parapeito da varanda do hotel onde estavam hospedados. Pouco antes, Victor disse que ele e Kevin tiveram relações sexuais com a modelo Bianca Dominguez. As informações são do G1.

“Que o declarante viu quando as mãos de Kevin escorregaram; Que o declarante esclarece que Kevin não caiu “reto”, que ele foi se distanciando do prédio; Que o declarante viu que Kevin bateu em algo, como se fosse um telhado antes de cair no chão”, é dito em trecho do documento.

Kevin caiu do 5º andar do estabelecimento, de uma altura de aproximadamente 15 metros, num vão entre o deque da piscina e um bar. O funkeiro não resistiu aos ferimentos e morreu.

A causa da morte indicada em laudo de necropsia foi traumatismo craniano. O acidente aconteceu por volta das 18h30 de domingo (16), em um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Também na 16ª DP (Barra da Tijuca), Victor disse que “a única razão que poderia levar Kevin a passar para o quarto do andar de baixo era o receio de ser descoberto por Deolane” – a advogada Deolane Bezerra, esposa de Kevin que também estava hospedada no hotel.

Entretanto, o amigo do funkeiro declarou que, até onde sabia, a advogada não estava no corredor do quarto de hotel, ou batendo na porta. Por isso, para Victor não existe um motivo exato para o que aconteceu com o funkeiro.

Diária vencida e discussão

Ao relatar as horas que passou ao lado de Kevin antes do suposto acidente, Victor também citou uma discussão entre o funkeiro e a mulher dele, Deolane.

O desentendimento, segundo Victor, aconteceu no início da tarde de domingo, quando ele e outros amigos e Kevin voltaram de uma reunião na casa do MC PK Delas.

O grupo tinha voltado para o hotel, para descansar. Mas, segundo Victor, a diária tinha “vencido” e foi preciso renovar a estadia.

Em frente ao estabelecimento, Victor afirmou que ele e outras pessoas viram Kevin pedir a um de seus seguranças para que fosse ao quarto buscar dinheiro e renovar a diária.

O segurança subiu e, na volta, Deolane estava com o funcionário. Na frente de todos, de acordo com o relato, a advogada questionou por que Kevin precisava do dinheiro. Isso, contou o amigo, deixou o funkeiro aborrecido. Em seguida, Kevin jogou uma garrafa de cerveja no chão.

Os dois – Deolane e Kevin – discutiram. Depois, ela subiu para o quarto.

Amigo confirma o consumo de drogas

Outro amigo de MC Kevin, o produtor Jhonatas Augusto Cruz, de 26 anos, também contou a polícia detalhes sobre o dia da morte do funkeiro paulista.

No depoimento, Jhonatas disse que, horas antes da queda da varanda do 5º andar do hotel, onde estavam hospedados, o grupo foi à praia e consumiu álcool e drogas.

Jhonatas contou também que foi nesse momento que ele e os amigos conheceram Bianca Dominguez.

Na versão do produtor musical, o contato com Bianca na praia foi feito por VK. O MC teria combinado com Bianca que ele e Kevin fariam sexo em um dos quartos do hotel.

Jhonatas disse, ainda, que depois que os três foram juntos para o quarto, ele tentou participar da relação, mas foi impedido por Bianca. O produtor relatou que, no momento da queda de Kevin, ele não estava no quarto e não presenciou o acidente.

Fonte: G1

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

20 − seis =