Mortes de gatos por envenenamento na área central de Piracicaba serão investigadas

Foto: Claudinho Coradini/JP

A GCM (Guarda Civil Municipal) foi acionada, na manhã desta quarta-feira (25), para atender uma ocorrência de envenenamento de cinco gatos pela rua 13 de Maio, na área central do município. Três dos felinos não resistiram e vieram a óbito.

Os guardas civis Luciane e Tancredo, da viatura 89 da GCM, foram acionados via central à rua 13 de maio, em frente ao antigo barracão da Vive La Vie. No local, os guardas constataram que três gatos já estavam mortos em decorrência do envenenamento (dois de cor preta e um mesclado) e que os outros dois já haviam sido socorridos a uma clínica veterinária para tratamento.

Os felinos foram encontrados por uma ativista protetora dos animais. Ela disse aos guardas que vai todos os dias até o local, com autorização do proprietário do barracão, para dar alimento aos animais.

Uma segunda mulher, que também estava no local e auxilia a ativista na alimentação, contou que todos chegaram à conclusão de ser envenenamento pelo fato de um pedaço de carne ter sido encontrado no local, próximo aos gatos. Como elas disseram que os felinos são alimentados somente com ração própria, os guardas recolheram o pedaço de carne com indícios de envenenamento para que, posteriormente, o material biológico seja encaminhado para exame laboratorial. Na sequência, os guardas fizeram contato com a veterinária Mariana Coury, do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) da Prefeitura do município, como procedimento para requisição de um exame toxicológico a fim de se estabelecer a causa da morte dos animais.

A ativista foi conduzida até o 1º Distrito Policial da cidade, onde a ocorrência foi apresentada às 11h16 ao delegado Vagner Rogério Romano.

NOTA DA PREFEITURA — A Prefeitura, por meio do NBEA (Núcleo de Bem-Estar Animal) e do Centro de Controle de Zoonoses, vinculados às secretarias de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) e da Saúde (SEMS), acompanha o caso de envenenamento de cinco gatos. O coordenador do CCZ e NBEA, Matheus Santos, explicou que uma protetora independente registrou a ocorrência na Polícia Civil que, por meio da UPJ (Unidade de Polícia Judiciária), acionou a Prefeitura. “A suspeita é que os animais tenham sido envenenados por meio de bolinhas de carne que também foram encontradas no local e encaminhadas para análise. A polícia fez a perícia no local onde os gatos foram encontrados mortos e nós recolhemos os animais”, disse. Segundo Santos, câmeras de monitoramento foram instaladas no local e o NBEA vai intensificar o monitoramento naquela região. “O núcleo de gatos da Praça Boyes já é um local onde o NBEA acompanha e o CCZ já o monitora há algum tempo a fim de efetivar e intensificar o controle populacional por meio do projeto CastraFácil, que teve início neste mês”, completou o coordenador.

CRIME — Envenenamento de animais é crime, de acordo com o Artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (9605/98), que condena toda prática de abuso, maus-tratos, ferimento ou mutilação de animais silvestres, domésticos, nativos ou exóticos. A pena varia de detenção a multa.

O crime de maus-tratos a animais pode ser denunciado ao Núcleo de Bem Estar Animal ou à GCM, por meio do telefone 153. O telefone funciona 24h e a ligação é gratuita.

Foto: GCM
Foto: Claudinho Coradini/JP
Foto: GCM

Rafael Fioravanti | [email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezesseis + quinze =